Decreto autoriza a realização de eventos em centros de convenções e hotéis

O Governo do Estado do Rio autorizou a realização de eventos corporativos, congressos, feiras e convenções no território fluminense, desde que respeitados o limite de 1/3 da capacidade total do local. A medida, incluída no decreto 47.219, foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (25/08).
Ainda de acordo com o decreto, os eventos devem assegurar a contenção do acesso ao interior do estabelecimento, evitar aglomeração, respeitando a distância mínima de 1 metro entre as pessoas, inclusive nas áreas de acesso.
A atualização do decreto foi possível após reuniões entre o subsecretário de Eventos, Rodrigo Castro, representando a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa; o Chefe da Casa Civil, André Moura; e a secretária Extraordinária da Covid-19, Flávia Barbosa.
– Sempre valorizamos o diálogo com o setor cultural para tomar as decisões. Escutamos todos os envolvidos para definir as ações da retomada das atividades do setor, sempre respeitando os protocolos de saúde – avalia a secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio, Danielle Barros.
No dia 12 de agosto, foi liberada a realização de eventos sociais em ambientes como salões e casas de festa nas regiões de estado onde foi verificado baixo risco de propagação do novo coronavírus. Nesses estabelecimentos, também deve ser observado o limite de 1/3 da capacidade do estabelecimento, com no máximo 500 pessoas.
– Estamos avançando na retomada da economia e geração de empregos, com a flexibilização dos eventos, seguindo todas as medidas de saúde necessárias. Agora estamos no caminho certo e em consonância com o que já está liberado também pela Prefeitura do Rio – disse o subsecretário de Eventos da Sececrj, Rodrigo Castro.
O cenário epidemiológico atual e a capacidade instalada do sistema de saúde, estando as regiões Centro Sul e Médio Paraíba em nível de risco moderado e as regiões Baía da Ilha Grande, Baixada Litorânea, Metropolitana I, Metropolitana II, Noroeste, Norte e Serrana em nível de risco baixo para a COVID-19.
Os municípios têm autonomia para manter suas determinações e regras.

Foto: divulgação

%d blogueiros gostam disto: