Santos formaliza reclamação contra arbitragem em ofício à CBF

O Santos formalizou nesta quinta-feira junto à CBF a sua insatisfação com a arbitragem de suas partidas no Brasileirão. O time se considera injustiçado por conta de supostos erros dos juízes em lances com intervenção do árbitro de vídeo (VAR) nas duas últimas rodadas, na derrota para o Flamengo, por 1 a 0, e no empate com o Vasco, por 2 a 2.
O duelo mais recente foi o empate, na noite de quarta-feira, na Vila Belmiro. O técnico Cuca criticou um gol validado e um pênalti marcado a favor do rival carioca. No domingo, os alvos da reclamação foram os dois gols do Santos anulados pela arbitragem.
“Domingo tivemos dois lances dentro de casa na dúvida cruel e foram dadas para o nosso adversário. Hoje mais dois lances dentro da nossa casa na dúvida cruel e foram dados de novo para o adversário. Quatro contra nós. Não poderia ter pelo menos uma para nós? Estamos com muita falta de sorte. Que coisa chata”, reclamou Cuca.
Nesta quinta, a reclamação foi formalizada em ofício enviado à CBF. “Encaminhamos ofícios com lances, material desenvolvido pela análise de desempenho mostrando situações, questionamentos”, afirmou Pedro Doria, integrante do Comitê de Gestão do Santos, em entrevista à rádio Bandeirantes.
Doria sugeriu mudanças na regra do VAR para limitar o seu uso. “Resultado não muda, mas clamamos por mais critérios, regulamentos mais tratados. Se em cinco minutos não se define, não podemos esperar mais tempo. É inadmissível. Precisa ter um tempo balizador. Se em dois ou três minutos não se tomou decisão, a decisão é do árbitro”, declarou.
As reclamações do Santos vinham antes mesmo da derrota para o Flamengo. O clube criticou o desempenho da arbitragem nas partidas contra o Internacional (derrota por 2 a 0, fora de casa) e o Palmeiras (revés por 2 a 1, no Morumbi), pela segunda e quinta rodadas, respectivamente.

Do Notícias ao Minuto| Foto: divulgação

%d blogueiros gostam disto: