Associação dos ciclistas questiona desaparecimento de bicicletário na Av. Barão do Rio Branco

Equipamento foi retirado do local onde estava instalado e seu paradeiro é desconhecido no setor público.

Em junho deste ano, a Associação dos Ciclistas de Petrópolis – Acipe recebeu reclamações de ciclistas relatando que o bicicletário da Av. Barão do Rio Branco, localizado na praça em frente à 105ª Delegacia de Polícia de Petrópolis, havia sido removido. A associação protocolou um ofício junto à Prefeitura Municipal (processo nº 21738/2020), solicitando esclarecimentos sobre a remoção do equipamento, bem como o motivo de uma eventual transferência de local do bicicletário, em uma possível instalação em local próximo ao anterior, em caráter de urgência.
Após mais de dois meses do recebimento do ofício pela DOPAR (Seção de Atendimento ao Público) e oito encaminhamentos para diferentes setores, o processo foi arquivado na data de hoje, 08/09/2020. Por desconhecimento da retirada do bicicletário, da motivação do ato ou de seu destino. Mesmo após o encaminhamento do Ofício para diversos setores da CPTrans, incluindo Gerência Administrativa, Divisão de Apoio Administrativo, Diretoria Técnica – Operacional, Gerência de Planejamento e Divisão de Projetos, o motivo pelo qual o bicicletário foi removido, o local para onde foi levado e quando será instalado novamente são desconhecidos, como afirma a Divisão de Projetos da CPTrans: “Desconhecemos sobre a retirada do bicicletário do local, a menos que tenha sido retirado por alguma modificação no local e que desconhecemos também”.
Complementando a resposta ao ofício da Acipe, segundo a Gerência de Planejamento da CPTrans. “Em tempo, instalaremos novo bicicletário, assim que possuir verba.”
Tendo em vista o número crescente de pessoas que têm se valido da bicicleta como meio de transporte diário – especialmente na pandemia, como alternativa de deslocamento urbano sem aglomeração, a associação defende que há demanda por local adequado para o acondicionamento das bicicletas em pontos estratégicos da cidade, como na referida região. Ainda que tenha sido necessária a remoção do bicicletário por motivos quaisquer, mantém questionamento sobre o desconhecimento do setor público sobre o paradeiro do bicicletário e reforça a necessidade de sua reinstalação em caráter de urgência no local em que se encontrava.

%d blogueiros gostam disto: