Panamá: descoberta mais uma vala comum com vítimas de seita religiosa

As autoridades do Panamá estão investigando uma vala comum onde estão as ossadas de pessoas que acreditam terem sido vítimas de uma seita religiosa.
O túmulo tinha os restos mortais de uma mulher grávida, dos seus cinco filhos e de um adolescente. Foi encontrado depois de uma vítima da seita ter conseguido fugir e chegar a um hospital.
A polícia invadiu, depois, a comunidade religiosa e disse ter encontrado uma mulher despida dentro de uma igreja, onde também foram encontradas facas de vários tamanhos e o cadáver de um animal sacrificado em ritual. Foram libertadas 15 pessoas.
As autoridades indicam que a seita raptava populares da região e realizava violentos rituais de exorcismo, que envolviam espancamento e tortura.
A vala comum foi descoberta na remota região de Ngäbe-Buglé onde, em janeiro deste ano, havia sido encontrado outro túmulo, com sete corpos. A região fica a cerca de 350 quilômetros da capital panamenha.

Com informações da Agência Brasil

%d blogueiros gostam disto: