Famosos incentivam boicote a Instagram e Facebook

Artistas como Leonardo DiCaprio, Jennifer Lawrence, Orlando Bloom, Katy Perry e Kim Kardashian congelaram suas redes sociais nesta quarta-feira (16) em protestos. Eles são contra grupos de ódio e de desinformação que espalham pela rede e que não seriam banidos da internet.
Eles alegam que o Facebook, que detém os direitos do Instagram, tem servido de plataforma de divulgação de discurso de ódio e de falsidades ditas por personalidades da política. Na visão deles, portanto, a rede falha ao não vetar certos tipos de conteúdos ofensivos e que incitariam a violência.
Assim, prometeram na internet não postar nada por 24 horas. Em uma mensagem de conteúdo semelhante compartilhada horas antes do protesto, os famosos contavam mais sobre o que aconteceria. “Adoro o fato de estar ligada diretamente a cada um de vocês através do Instagram e do Facebook, mas não posso ficar sentada e em silêncio enquanto estas plataformas continuam a permitir a propagação de ódio, propaganda e desinformação. A desinformação partilhada nas redes sociais tem um impacto real nas nossas eleições e mina a nossa democracia”, diz.
As mensagens dividiram opiniões. Enquanto havia quem aderisse ao boicote e incentivasse que os artistas fizessem o mesmo, outros seguidores acharam uma atitude demagoga, já que os famosos ganham dinheiro nas redes sociais como quando vendem produtos em publicações pagas.
Procurada, as assessorias do Facebook e do Instagram no Brasil não se pronunciaram até a publicação deste texto.

Do Folhapress

%d blogueiros gostam disto: