Turismo nas escolas e conceito das “cidades inteligentes” são as principais propostas do professor Leandro Azevedo para o setor

Para consolidar o turismo em Petrópolis e colocar a cidade nas principais rotas do Brasil o candidato a prefeito professor Leandro Azevedo (PSD) aposta na Educação e no conceito das “Cidades Inteligentes”. Algumas das suas propostas para o setor, que é responsável por 6% do PIB municipal, movimentando mais de 700 milhões por ano, foram apresentadas por ele em entrevista promovida pelo Petrópolis Convention & Visitors Bureau (PCVB), em parceria com outras 11 entidades ligadas ao turismo do município na noite de terça-feira (29).
“Petrópolis tem uma das melhores estruturas e equipamentos de turismo. Temos um potencial turístico que precisa ser explorado e potencializado para que a cidade se torne rota dos visitantes de todo o país”, disse Leandro Azevedo. “A Educação é o principal ponto do nosso governo e queremos levar o turismo para dentro das salas de aula. A partir das escolas acontece o cuidado com a nossa cidade, além do cuidado e o conhecimento da importância do turismo para Petrópolis”, pontuou.
Para o professor Leandro Azevedo o conceito de “Cidades Inteligentes” deve ser usado para o desenvolvimento do setor turístico. “Sustentabilidade, conectividade, integração são pontos importantes. O turismo tem que chegar no pórtico do Quitandinha, por exemplo, e encontrar um Centro de Informações totalmente estruturado com informações e orientações adequadas. Ter acesso a um QRCode com todas as informações turísticas e rotas que facilitem o acesso aos pontos e equipamentos turísticos”, ressaltou.
O professor Leandro Azevedo também citou a valorização dos guias de turismo e o cumprimento das leis estaduais que garantem o trabalho e reconhecimento da profissão. A mobilidade urbana como forma de tornar a cidade mais acessível e a descentralização dos eventos, levando cultura e arte para as comunidades e distritos, também foram propostas abordadas por ele na entrevista.

Leandro Azevedo quer o fim da multa administrativa do estacionamento rotativo
Durante a entrevista promovida pelo Petrópolis Convention & Visitors Bureau (PCVB), em parceria com outras 11 entidades ligadas ao turismo do município na noite de terça-feira (29), o candidato a prefeito de Petrópolis, professor Leandro Azevedo (PSD) falou sobre o fim da multa administrativa do estacionamento rotativo. Para ele, a cobrança espanta o turista da cidade e deve ser extinta.
Atualmente, é possível pagar somente o tempo excedente, porém, o motorista tem apenas quatro horas para fazer a regularização o que ainda não é suficiente. Extrapolando esse período, será penalizado com a multa de R$ 46,00, que deve ser paga em até 72 horas para não virar uma infração de trânsito. “Enquanto vereador, tentei acabar com essa multa administrativa, inclusive, entrei com um projeto de lei para extingui-la de fato, mas não conseguimos avançar. Hoje petropolitanos e turistas continuam sendo prejudicados. Como prefeito, junto a CPTrans vamos rever contrato com a empresa que explora o serviço e buscar a extinção dessa multa” afirma o professor Leandro Azevedo.

%d blogueiros gostam disto: