Parceria entre Emater-Rio e Pesagro-Rio leva qualidade a produção de leite do estado do RJ

Uma parceria entre a Emater-Rio e a Pesagro-Rio está trazendo benefícios para os produtores de leite do Noroeste Fluminense. As empresas vinculadas à Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento (SEAPPA), trabalham há anos na melhoria genética e no trato com os animais para melhorar a produção e a produtividade de leite da região.
Os agricultores familiares José Correa Filho e José Renato Severo Correa, pai e filho, começaram a inseminar suas vacas alguns anos atrás, mas somente há três anos participam do projeto de qualidade do leite da Seappa, uma parceria entre a Emater-Rio e a Pesagro-Rio. Hoje eles tem 16 vacas inseminadas sendo 8 novilhas nascidas do projeto citado.
Segundo o Coordenador da Seappa, Marconi Resende, uma das novilhas está com 8 dias de parida, com 18 kg de leite por dia. Sendo que duas já estão cruzadas. Cabe ressaltar que no início do projeto em 2017, a produção diária era de 120 litros, e hoje saltou para 230 litros por dia. Este aumento deve-se a preocupação que o projeto tem com alimentação, sanidade e genética.
“Fica claro a importância da pesquisa e extensão estarem juntas em campo. Neste projeto foram doadas doses de sêmen de touros especializados e também realizado curso de inseminação artificial acompanhados por pesquisadores da Pesagro-Rio. Contando sempre com a assistência técnica da Emater-Rio”, disse Marconi.
A Diretora Técnica da Pesagro-Rio, Leda Maria Silva Kimura, coordenadora do projeto pela Pesagro-Rio, participou de todo o trabalho de melhoria genética do gado. Ela explica que o trabalho teve foco em: Sanidade, Genética e Nutrição.
“Na sanidade nós buscamos principalmente o controle da Mastite, foram realizadas contagem de células somáticas no efetivo das vacas em lactação para a normalização das células. Paralelamente tivemos orientações práticas com demonstrações voltadas para as boas práticas na produção leiteira. Também foi ministrado curso de inseminação artificial aos pecuaristas participantes na sede da Emater-Rio em Italva, quando disponibilizamos sêmen de alta qualidade genética e botijão de nitrogênio. Para complementação da alimentação de vacas leiteiras, foram implantadas unidade de produção de cana forrageira RB739735, variante altamente palatável possibilitando o fornecimento adequado de extrato seco no período de estiagem”, explicou.
Os agricultores são beneficiários do Rio Rural e receberam os projetos de proteção de área de recarga, tanque de resfriamento (comunitário), ordenhadeira mecânica e pastoreio rotacioando com silvipastoril, gerador de energia e parte do sistema de irrigação.

%d blogueiros gostam disto: