Anvisa autoriza importação de insumo para 40 milhões de doses da Coronavac

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou nesta terça, 29, que autorizou o Instituto Butantã a importar em caráter excepcional a matéria-prima para a produção de 40 milhões de doses da Coronavac, vacina contra a covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o instituto brasileiro. Foi autorizada a importação de 120 bulks (ou bolsas) de 200 litros cada contendo “formulado em granel” da vacina.
O Butantã reclamava de demora da agência na avaliação do pedido. Em coletiva de imprensa nesta quarta, o diretor do instituto, Dimas Covas, afirmou que o atraso na resposta poderia ter impacto na produção nacional da Coronavac. Segundo ele, a solicitação aguardava aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) há mais de um mês, desde 23 de setembro – e a expectativa inicial era de uma resposta da agência em até duas semanas.

Do Notícias ao Minuto

%d blogueiros gostam disto: