Governo do Estado lança edital da primeira fase do Programa Florestas do Amanhã

Rio de Janeiro torna-se o primeiro estado da federação a cumprir Acordo de Paris com recuperação de 1.100 hectares de Mata Atlântica


O Governo do Estado do Rio de Janeiro, através da Secretaria de Ambiente e Sustentabilidade, lançou nesta quinta-feira (29/10) o edital da primeira fase do programa “Florestas do Amanhã”. O projeto irá reflorestar 1,1 mil hectares de Mata Atlântica no estado com o plantio de 2,5 milhões mudas de espécies endêmicas do bioma em 29 unidades de conservação, e em outras áreas prioritárias espalhadas pelo território fluminense.
Na primeira fase do programa, o Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG), gestor operacional do projeto, publicou o edital de contratação de empresas para iniciar o reflorestamento dos primeiros 544 hectares. A expectativa é iniciar o plantio dentro do calendário agrícola. Além da restauração de parte da Mata Atlântica, um dos biomas mais ricos em diversidade do mundo e o segundo mais ameaçado de extinção, a iniciativa tem um grande impacto na economia do estado, pois vai gerar empregos e renda para a população.
“Este projeto é a soma de muitos esforços. E graças ao trabalho conjunto da Secretaria do Ambiente com o Ministério Público estamos tornando isso realidade. A pauta ambiental precisa ser constantemente discutida e institucionalizada. Com esse programa, o estado do Rio se torna pioneiro na questão da restauração”, explica o governador em exercício Cláudio Castro.
O Programa Florestas do Amanhã beneficiará as cidades que fazem parte da Região da Bacia Hidrográfica V: Cachoeiras de Macacu, Rio Bonito, Magé, Guapimirim, Itaboraí, Maricá, Niterói, São Gonçalo, Tanguá, Belford Roxo, Duque de Caxias, Mesquita, São João de Meriti, Nilópolis, Nova Iguaçu e Rio de Janeiro.

Retomada econômica e geração de emprego
Mesmo em um período de grande desafio econômico, o Estado do Rio tem olhado com responsabilidade para as questões ambientais. A restauração florestal garante não apenas o desenvolvimento sustentável, mas também o crescimento econômico do estado. Apenas na primeira fase do projeto, até cinco mil empregos devem ser criados.
“O programa “Florestas do Amanhã” reafirma o compromisso do Estado do Rio com o meio ambiente e ainda promove a geração emprego para inúmeras famílias de diversos municípios. Em um momento frágil da economia, investir no meio ambiente é investir no desenvolvimento – destaca o secretário de Ambiente e Sustentabilidade”, Thiago Pampolha.

%d blogueiros gostam disto: