Covid-19: Prefeitura fará remanejamento de leitos de UTI em caso de necessidade

O prefeito Bernardo Rossi declarou, na tarde desta terça-feira (01/12), que a cidade mantém o controle da pandemia. Diante do recente aumento no número de casos confirmados e internações nas unidades de saúde de Petrópolis, Bernardo Rossi lembrou que o município, atualmente, se encontra preparado para prestar atendimento aos pacientes que buscarem por ajuda médica.
“Temos plenas condições de atendimento à população porque já vínhamos observando a possibilidade de uma segunda onda da doença na cidade. Nosso monitoramento está sendo extremamente eficaz e a observação das estatísticas da média móvel fez com que a cidade não fosse pega de surpresa. Percebemos que municípios bem próximos já haviam atingido níveis críticos na saúde e tomamos nossas providências antecipadamente, como a ampliação da testagem e do monitoramento da doença, além das ações de higienização de locais públicos”, afirmou o prefeito.
Para monitorar melhor a incidência da doença na cidade, a prefeitura já havia iniciado uma segunda fase de testes e, há duas semanas, ampliou ainda mais o processo testando a população de casa em casa, com dez equipes móveis. Além disso, caminhões pipa intensificaram a higienização de locais públicos com hipoclorito de sódio e carros de som estão percorrendo as ruas pedindo a colaboração de todos. Petrópolis vem trabalhando para garantir a saúde da população.
“Lembro, ainda, que fizemos pactuações com unidades privadas, que adquirimos respiradores de última geração e que os equipamentos podem ser utilizados em caso de necessidade. Nosso objetivo continua sendo o de salvar vidas na cidade. Não vamos abrir mão do nosso compromisso”, completou Bernardo Rossi.
Vale lembrar que, hoje, o município possui 75 leitos de UTI exclusivos à internação de pacientes do novo coronavírus e que, se necessário, poderá realizar a ampliação para atender à demanda da cidade. No HNSA, por exemplo, dos 37 leitos pactuados, 25 estão sendo utilizados e 12 estão disponíveis às internações. “As equipes médicas são montadas estrategicamente de acordo com a necessidade de internação nas unidades. Leitos e equipamentos estão disponíveis para atuação imediata. O que vimos acontecer nos últimos dias foi um crescimento no número de internações. Se preciso, mais dez leitos poderão ser remanejados nesta unidade. São vagas no primeiro andar que, hoje, estão destinadas aos pacientes das demais enfermidades não relacionadas à COVID-19, mas, caso seja necessário, poderão ser revertidas às internações dos pacientes da pandemia”, afirmou a secretária de saúde do município, Fabíola Heck.
A secretária lembrou, ainda, que as medidas de prevenção devem ser mantidas por toda a população. “Evitar as aglomerações, manter o distanciamento social, usar máscaras, lavar as mãos e utilizar o álcool em gel continuam sendo nossas melhores armas no enfrentamento da doença. É extremamente importante que a população faça a sua parte”, finalizou a secretária.

%d blogueiros gostam disto: