Sicomércio orienta lojistas sobre reforço na aplicação das medidas de biossegurança nos estabelecimentos

Objetivo é colaborar com as ações de combate à disseminação do novo coronavírus na cidade

O Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis (Sicomércio) começou uma campanha interna com os empresários dos setores de bens e serviços da cidade para que todos reforcem os protocolos de biossegurança nos estabelecimentos comerciais do município.
Os números da covid-19 tem subido em Petrópolis e para que não haja retrocesso nas flexibilizações do setor alcançadas até o momento, é necessário que todos corroborem com os cuidados para interromper a disseminação do vírus.
“O Sicomércio acompanha atentamente os boletins divulgados pela prefeitura para nortear as ações para o comércio na cidade. Os números tem aumentado, mas a população precisa entender que o comércio não é o responsável pelas aglomerações que tem causado esse disparo nos casos. A responsabilidade pelo coletivo é de todos e por isso estamos cobrando dos lojistas que os protocolos estipulados pelos órgãos de saúde sejam seguidos criteriosamente. Assim diminuímos a margem para responsabilização do comércio pelo aumento dos casos”, explica Marcelo Fiorini, presidente do Sicomércio.
Para garantir segurança no atendimento, as lojas tiveram que se adaptar a esse novo momento do comércio. Estão seguindo as diretrizes do decreto que garantiu a reabertura do comércio, como:
Disposição de álcool em gel para higienização das mãos de clientes e colaboradores;
Utilização de tapetes sanitizantes na entrada dos estabelecimentos;
Limpeza constante do interior das lojas;
Atendimento seguindo distanciamento de no mínimo 1,5m;
Controle de acesso às lojas para evitar aglomeração no interior dos estabelecimentos;
Obrigatoriedade do uso de máscaras pelos colaboradores e atendimento apenas aos clientes que, também, utilizem a proteção individual.
O Sicomércio distribuiu eletronicamente aos associados e empresários do comércio em geral um lembrete das normas que devem ser seguidas e um alerta sobre o reforço dos cuidados nesse momento em que a tendência é de aumento no fluxo de clientes por causa do período de fim de ano.
“Esse período é o melhor para o nosso setor e não podemos correr o risco de fecharmos novamente em decorrência do crescimento de casos. Mesmo com o prefeito garantindo que não haverá lockdown na cidade, as ações de combate ao novo coronavírus mudam constantemente. As lojas ficaram fechadas por 90 dias, foi um momento complicado para o comércio. Muitos perderam os empregos ou tiveram suas jornadas de trabalho reduzidas. Somos o segundo maior empregador da cidade e temos obrigações no município. Não queremos que mais vagas de trabalho se encerrem, agravando ainda mais a crise que estamos atravessando. Por isso é importante que façamos a nossa parte com responsabilidade’, reforça Marcelo.

%d blogueiros gostam disto: