Chuvas no Rio de Janeiro provocam estragos e a morte de uma criança

A chuva que caiu na noite de ontem (9) e na madrugada desta quinta-feira (10) no estado do Rio de Janeiro provocou a morte de um menino de 1 ano e 7 meses, no município de São Gonçalo, na Região Metropolitana, soterrado no desabamento da casa da família, no Morro do Feijão. Outras três casas de parentes da criança desabaram, mas não houve vítimas e nove residências foram interditadas.
Os bombeiros chegaram pouco depois da meia-noite e localizaram o corpo do menino. O pai, a mãe e uma irmã dele foram salvos. Os moradores se organizaram para apoiar os vizinhos que ficaram sem casas e desalojados. Eles estão sendo acomodados em residências da comunidade
A Secretaria Desenvolvimento Social foi acionada na noite de ontem e registrou também um desabamento no Bairro Santa Catarina e risco de deslizamento no Bairro Pita. Houve ainda queda de muros nos bairros do Porto Velho, Tribobó e Covanca. Alagamentos nos bairros Venda da Cruz, Gradim e Neves. Queda de árvores no bairro Vila Lage.
Na cidade vizinha Niterói, a chuva forte também mudou a vida dos moradores. Várias ruas se transformaram em verdadeiros rios e casas foram alagadas. A madrugada para muitos moradores foi tentando preservar os objetos dentro de casa e tirando a água.
De acordo com a meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) Marlene Leal, duas pancadas fortes que caíram na madrugada de hoje provocaram acúmulo de 79,2 mm de chuva no município.
Na capital do Rio de Janeiro, a maior intensidade também foi na madrugada, mas ainda tem previsão de chuva fraca a moderada durante todo o dia.
Marlene Leal disse que o temporal foi causado pela permanência da associação entre o sistema frontal, a frente fria, e a zona de convergência do Atlântico Sul, que começou no início da semana e já atingiu também o Espírito Santo.
Conforme explicou, essa associação forma um corredor de células de nuvens, na maioria das vezes de cumulus ninbus, que traz bastante chuva, desde o sul do Amazonas, alcançando Roraima, Mato Grosso, norte do Mato Grosso do Sul, Goiás, e quase toda a Região Sudeste, com muita chuva em Minas Gerais, litoral do Rio de Janeiro e do Espírito Santo.

Do Notícias ao Minuto

%d blogueiros gostam disto: