Servidores da saúde de Cabo Frio protestam por falta de salário e EPIs para trabalharem

A manhã dessa quarta-feira (09) foi marcada pela insatisfação dos profissionais de saúde de Cabo Frio, mostrada através de protestos que aconteceram de forma simultânea. Enquanto servidores repudiavam atraso e escalonamento salarial na frente da Prefeitura, enfermeiros ocuparam a Secretaria de Saúde para questionar desfalque no pagamento. O ato dos profissionais da saúde na frente da Prefeitura do município repudiou atraso salarial do pagamento de novembro e a falta de pagamento do 13º
A Prefeitura de Cabo Frio sequer fala em décimo terceiro salário e no pagamento do mês de dezembro, que vai ficar para o próximo governo. Além disso, os servidores protestaram pela falta de insumos de EPIs nas unidades. A manifestação foi organizada pelos próprios servidores, sem nenhuma ligação sindical.
Na sede da Secretaria de Saúde, enfermeiros das ESFs que trabalharam na linha de frente da Covid-19 protestaram por conta de um desfalque salarial. Cerca de 30 profissionais reuniram no local também pela manhã, na tentativa de falar com algum responsável pela pasta. De acordo com os servidores, o pagamento veio com cerca de R$ 500 a menos. Alguns também alegam não terem acesso ao contracheque, e com isso não podem conferir o que realmente foi pago.
Assim como outros profissionais, eles também denunciam a escassez de equipamentos de proteção individual (EPIs) para atuar na linha de frente do combate à Covid-19. A Secretaria Municipal de Saúde informou que o titular da pasta entende a preocupação dos servidores e foi orientado o que eles procurem o Departamento de Recursos Humanos. Quanto à reclamação de falta de equipamentos e insumos, o município informou que já foram comprados e já estão sendo entregues aos profissionais. A Prefeitura justificou ainda que o valor que foi descontado não se refere a nenhum aditivo relativa ao combate da Covid-19, mas não disse do que se trata o desconto.

Fonte: Plantão dos Lagos

%d blogueiros gostam disto: