Nova temporada da NBA tem aumento de brasileiros nos bastidores

O convite de Steve Kerr para trabalhar na comissão do Golden State Warriors fez Leandrinho se aposentar do basquete aos 38 anos. A escolha do agora ex-jogador reforça o aumento da representatividade do Brasil nos bastidores das franquias. A temporada 2020-21 da NBA, que começa nesta terça-feira, tem mais brasileiros fora do que dentro de quadra.
Campeão da NBA pelos Warriors em 2014-15 e com passagem por outras quatro equipes da NBA, o ex-armador assumiu a função de preparador mental de jogadores. Ex-companheiro de seleção de Leandrinho, Tiago Splitter, que também tem um título da liga pelo San Antonio Spurs, vai para sua segunda temporada como treinador assistente para desenvolvimento de atletas do Brooklyn Nets.
A legião de brasileiros conta ainda com Fernando Nandes, técnico especialista em neurociência do movimento do Utah Jazz, Felipe Eichenberger, preparador físico do Denver Nuggets, e Claus Souza, assistente de preparação física também na franquia do Colorado. “Vejo como um aspecto positivo. Esse crescimento vai abrir portas para profissionais do Brasil e do mundo”, afirmou Felipe Eichenberger ao Estadão.

Fonte: Estadão

%d blogueiros gostam disto: