AMERICANO VEM AO RIO PARA TER RELAÇÕES SEXUAIS COM MENINA DE 14 ANOS E É PRESO

Um auxiliar técnico de informática americano, de 47 anos, foi preso acusado de explorar sexualmente uma adolescente de 14, em um hotel de luxo no Rio. Jason Roy Hutchinson teria pago a passagem e a hospedagem da menina, da sua mãe e de seu irmão, de 2 anos, em Copacabana, na Zona Sul da cidade. As investigações mostram que a menor estaria sendo submetida a prostituição e a família valia-se economicamente dessa exploração sexual.
De acordo com o delegado Felipe Santoro, titular da 13a DP (Ipanema), Jason se hospedou em um quarto ao lado do que ficou a menor com a mãe e o irmão, em um estabelecimento cinco estrelas na Avenida Atlântica. Os três moram em São Paulo e tiveram todas as despesas custeadas pelo estrangeiro exclusivamente para a realização do encontro sexual – somente a diária do hotel gira em torno de R$ 1.500.
De acordo com o delegado Felipe Santoro, titular da 13a DP (Ipanema), Jason se hospedou em um quarto ao lado do que ficou a menor com a mãe e o irmão, em um estabelecimento cinco estrelas na Avenida Atlântica. Os três moram em São Paulo e tiveram todas as despesas custeadas pelo estrangeiro exclusivamente para a realização do encontro sexual – somente a diária do hotel gira em torno de R$ 1.500.
Depois de denúncias, os agentes flagraram Jason e a menina tendo relações sexuais no quarto dele. Imagens de câmeras de segurança também mostram os dois se acariciando nos elevadores e nas dependências do hotel.
Em depoimento, Jason contou que mora em Hermosa Beach, na Califórnia, e planejou vir para o Brasil em companhia da esposa. Mas, por ela ser médica e trabalhar na linha de frente do combate ao coronavírus, ficou impossibilitada de viajar. Ele assumiu o encontro com a adolescente mas negou que soubesse de sua idade. O estrangeiro e a mãe da menina foram autuados pelo crime de favorecimento da prostituição.

Fonte: Época

%d blogueiros gostam disto: