Petrópolis receberá 99 mil doses para iniciar vacinação contra o coronavírus

Petrópolis receberá do Ministério da Saúde 99 mil doses de vacinas que atenderão às quatro primeiras fases de vacinação contra o coronavírus. O município também receberá os insumos necessários para aplicação destas doses na população. Preocupado com o avanço da doença na cidade, o prefeito interino Hingo Hammes reforçou, na tarde desta sexta-feira, o interesse de adquirir mais doses para o município. Nesta sexta-feira (08), a Secretaria de Saúde confirmou mais 18 óbitos de pacientes com a doença.
As remessas que serão enviadas pelo Governo Federal atenderão a um terço da população e serão utilizadas nas quatro primeiras fases da vacinação, obedecendo ao protocolo do Ministério da Saúde, e serão destinadas aos idosos, profissionais da saúde, professores, pessoas com comorbidades e às forças de segurança. “Temos outras 200 mil pessoas que precisam ser vacinadas e trabalharemos para adquirir doses suficientes para imunizar toda a população”, declarou Hingo Hammes.
O secretário de Saúde, Aloísio Barbosa da Silva Filho, esclareceu que será preciso aguardar as aprovações das vacinas pela Anvisa para que o processo de compra seja realizado. “Temos total interesse em adquirir doses da vacina para imunizar nossa população, só precisamos obedecer aos trâmites”, afirmou. Ele explicou ainda que não há previsão de envio das vacinas por parte do Ministério e que, por isso, é precoce informar uma data de início para a vacinação. A Secretaria, no entanto, já está preparando toda a logística necessária.

Segundo o boletim do coronavírus, divulgado pela Secretaria de Saúde, o número de óbitos na cidade, desde março, início da pandemia, chegou ao número total de 414. Destas, 18 mortes foram confirmadas nesta sexta-feira (08), totalizando 80 óbitos em dezembro e 20 óbitos em janeiro. Os dados divulgados no boletim apontam ainda que Petrópolis fez, até agora, 98.247 testes para covid-19, com 12.724 resultados positivos e 83.690 negativos (levando em consideração testes rápidos e Swab). Há 1.833 casos em análise. Além de 9.665 pessoas recuperadas.
Neste momento 89 pessoas estão internadas em leitos de UTI privados e pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e 95 em leitos clínicos privados e pelo Sistema Único de Saúde (SUS), totalizando 184 internações. Ao todo, a ocupação de leitos clínicos pelo Sistema Único de Saúde é de 54,55% e de 71,26% em leitos de UTI.
O prefeito interino voltou a alertar a população para a necessidade urgente de evitar aglomerações e redobrar os cuidados com higiene: “É importante que a população faça a sua parte e cumpra as orientações das autoridades de saúde. Esta é batalha que só venceremos em conjunto. Vamos reforçar a orientação e a fiscalização em toda a cidade”.

Seguem os dados completos dos óbitos confirmados nesta sexta-feira (08/01):

  • Homem, 84 anos, morador no Meio da Serra. Teste positivo em 01/12. Óbito em 01/12, no Pronto Socorro do Alto da Serra. Era portador de hipertensão arterial
  • Mulher, 36 anos, moradora no Meio da Serra. Teste positivo em 13/11. Óbito registrado em 20/12, no Hospital Alcides Carneiro. Era portadora de mixoma atrial
  • Homem, 74 anos, Morin. Internado em 19/12. Óbito registrado em 24/12, no HNSA. Era portador de insuficiência renal crônica e diabete.
  • Homem, 44 anos, morador no Centro. Internado em 14/12. Óbito registrado em 28/12, no Hospital Unimed. Era portador de doença cardiovascular.
  • Mulher, 83 anos, moradora no Siméria. Teste positivo em 16/12. Óbito registrado em 31/12, no Hospital Santa Teresa. Era portador de hipertensão arterial e diabetes.
  • Mulher, 90 anos, moradora no bairro Cascatinha. Teste positivo em 30/12. Óbito registrado em 01/01, no Hospital Santa Teresa. Sem comorbidades.
  • Homem, 90 anos, morador no Floresta. Teste positivo em 01/01. Óbito registrado em 01/01, no Pronto Socorro do Alto da Serra. Era portador de diabete e hipertensão arterial.
  • Homem, 63 anos, morador no Quarteirão Brasileiro. Teste positivo em 26/12. Óbito registrado em 01/01, no Hospital Santa Teresa. Era portador de doença cardíaca crônica.
  • Mulher, 28 anos, moradora no Retiro. Teste positivo em 31/12. Óbito registrado em 02/01, no Hospital Santa Teresa. Era portador de doença renal crônica por má formação congênita.
    -Homem, 90 anos, morador no Pedras Brancas. Teste positivo em 27/12. Óbito registrado em 02/01, no HMNSE. Sem comorbidades.
  • Mulher, 75 anos, moradora no Cremerie. Teste positivo em 10/12. Óbito registrado em 02/01, no Hospital Unimed. Era portador de diabete e transplante hepático.
  • Mulher, 85 anos, moradora no Lajinha. Teste positivo em 26/12. Óbito registrado em 02/01, no HNSA. Era portadora de hipertensão arterial e diabete.
  • Homem, 45 anos, morador no Roseiral. Teste positivo em 27/12. Óbito registrado em 03/01, no Hospital Santa Teresa. Era portador de hipertensão arterial.
  • Homem, 54 anos, morador no Quitandinha. Teste positivo em 17/12. Óbito registrado em 03/01, no HNSA. Sem comorbidades.
  • Homem, 47 anos, morador no Centro. Teste positivo em 23/12. Óbito registrado em 05/01, no HMNSE. Era portador de hipertensão arterial.
  • Homem, 61 anos, morador no Centro. Teste positivo em 03/01. Óbito registrado em 05/01, no Hospital Santa Teresa. Era portador de doença arterial coronariana e diabete.
  • Mulher, 22 anos, moradora em Pedro do Rio. Teste negativo em 27/12. Óbito registrado em 05/01, no Hospital Alcides Carneiro. Era gestante. Teve morte cerebral e estava sendo avaliada para doação de órgãos. No exame para transplante resultado do teste foi positivo.
  • Homem, 45 anos, morador no Bataillard. Teste positivo em 20/12. Óbito registrado em 07/01, no HNSA. Era portador de hipertensão arterial



%d blogueiros gostam disto: