PREFEITO VINICIUS CLAUSSEN RECEBE REPRESENTANTES DE MOVIMENTOS E LÍDERES COMUNITÁRIOS DE ÁREAS ATINGIDAS NA TRAGÉDIA DE 2011

O Prefeito Vinicius Claussen, acompanhado pelos secretários municipais Gilson Barbosa (Governo), Flavio Castro (Defesa Civil) e Valdeck Amaral (Desenvolvimento Social), recebeu nesta quinta, 07/01, representantes do Movimento Popular das Vítimas das Chuvas de Janeiro de 2011, do Movimento Popular Resgate da Cidadania Resiliência e das associações de moradores dos bairros Caleme, Cascata do Imbuí, Posse/Campo Grande e do Parque do Imbuí. Em pauta, a vinda do Governador Cláudio Castro a Teresópolis nesta segunda-feira, dia 11, data em que se completam 10 anos da tragédia das chuvas na Região Serrana e quando o município será a sede do Governo do Estado.
“Esse foi um encontro de entendimento sobre as perdas dessa que é uma das áreas da zona urbana mais afetadas pela tragédia das chuvas de 2011. Porém, na segunda-feira líderes comunitários de todos os bairros atingidos, da cidade e do interior, e também os síndicos dos condomínios do conjunto habitacional Parque Ermitage, serão recebidos por mim e pelo Governador Cláudio Castro. Todos serão ouvidos e passarão as demandas das comunidades que representam sobre as perdas e as obras que ainda faltam ser feitas para a reconstrução dessas áreas”, pontuou o Prefeito.
Vinicius Claussen adiantou alguns pedidos que vai entregar ao Governador e Equipe Técnica, entre eles, a retomada da demolição de cerca de 1.800 imóveis interditados, a continuidade das obras de drenagem e de contenção de encostas, de reconstrução de pontes, de intervenções de controle de inundações e construção de novas moradias. “Ouviremos os representantes dos moradores das áreas afetadas e, juntos, Município e Estado, faremos um plano de reconstrução das áreas atingidas para ser colocado em prática o mais rápido possível”, o Prefeito destacou.
Presidente da Associação de Moradores do Caleme e do Movimento Popular das Vítimas das Chuvas de Janeiro de 2011, Neia Silva aprovou a aproximação com o poder público. “Muitas obras ficaram paradas após a tragédia. Esperamos avançar nas negociações para que os trabalhos nas áreas atingidas sejam retomados”, comentou.
Para Laura Fermiano, presidente do Movimento Popular Resgate da Cidadania Resiliência, considerou a reunião produtiva. “Toda vez que temos um encontro com o poder maior da cidade saímos com o coração cheio de esperança. Ao longo desses 10 anos compreendemos que somos resilientes e que algo bom vai acontecer”, finalizou.

Foto: Bruno Nepomuceno

%d blogueiros gostam disto: