Festa Literária da Serra Imperial promete levar as crianças ao mundo da fantasia

A edição “FLISI Contando Histórias …” foi lançada e segue ao longo do mês de janeiro presenteando o público infantil com belas obras e contação de histórias online

Em tempos tão difíceis de pandemia por conta da Covid 19, que levou o mundo ao isolamento social, gerando sofrimento à muitas crianças por estarem longe da escola, do contato com os amigos e professores, o lúdico é de suma importância para que elas possam acalentar suas emoções através da arte da leitura e de belas histórias que, certamente, ajudam a atravessar tempos complexos como este.
A partir deste pensamento, o Instituto Oldemburg de Desenvolvimento, uma entidade voltada para a valorização do livro e da leitura como ferramentas de promoção da cultura, da inclusão social e da conquista de autonomia das comunidades beneficiadas por seus projetos, que promove anualmente a Festa Literária da Serra Imperial, nesta edição, decidiu se dedicar inteiramente ao público infantil com a realização da “FLISI Contando Histórias…”, proporcionando aos pequenos um pouco mais de fantasia. No total 1.000 livros, divididos em cinco títulos, serão distribuídos em pontos estratégicos da cidade, a partir do dia 15 de janeiro, sexta-feira. A campanha foi lançada e segue ao longo de todo o mês de janeiro. No sábado, dia 30, haverá a culminância do projeto com uma bela contação de histórias online totalmente gratuita, bastando acessar gratuitamente as redes virtuais da FLISI.
“Nosso foco está na saúde mental das crianças tão atingidas por este momento que estamos passando, com uma ação que busca incentivar o hábito da leitura entre pais e filhos e familiares”, é o que deseja Cristina Oldemburg, presidente do Instituto Oldemburg e idealizadora da FLISI, que comenta ainda sobre mais uma transformação do evento.
“Decidimos sair do Centro de Petrópolis e migrar para os outros distritos com o intuito de chegar mais perto das comunidades que mais precisam ser prestigiadas, realizando um trabalho social focado em uma ação junto às associações de moradores e instituições sociais locais, com foco no público infantil e juvenil, levando o livro para a casa de crianças que tem menos acesso a atividades de interação familiar”.
As histórias apresentadas em cada livro e selecionadas pelo Instituto, pretendem munir as crianças com temas sensíveis uma vez que os textos são inclusivos, abordando questões do dia a dia de muitas crianças, suas dificuldades e anseios.
As obras de literatura infantil serão distribuídas entre os dias 15 e 29 de janeiro em “Pontos de Leitura” que estarão presenteando crianças e familiares. São eles: Supermercado Bramil de Itaipava, Supermercado Bramil do Itamarati, Amavale – Associação de Moradores do Vale das Videiras, Instituto Caminho da Roça, em Secretário; Gallerya Book Shop, em Itaipava, Espaço Literário José Cândido Monteiro de Barros Bastos, em Corrêas e Livraria Nobel, no Centro de Petrópolis. No final de semana dos dias 23 e 24 de janeiro as doações também irão acontecer na Praça de Corrêas, Associação de Moradores do Meio da Serra, Associação de Moradores Madame Machado e Associação de Moradores Manoel Torres, no Bingen. Os horários de distribuição podem ser conferidos no site da FLISI e nas redes sociais do evento. Vale lembrar que as doações são limitadas, então não perca tempo!
“Nesse momento difícil que enfrentamos, devido a pandemia e o isolamento, é essencial que a gente incentive a disseminação da cultura para as crianças. Afinal, esse afastamento dos colegas e da rotina escolar não é fácil. Esperamos que muitas famílias encontrem livros que agradem e beneficiem as crianças”, disse o diretor do Grupo Mil, Josemo Júnior.
Gabriela Leite, coordenadora de projetos no Corrêas Sustentável, se diz honrada em participar da Flisi.
“É incrível fazer parte deste movimento que luta pela literatura. Sabemos o quão importante é abrir caminhos para uma leitura viva e transformadora, e entendemos como é necessário incentivar a apreciação aos livros desde os primeiros anos da infância. A partir disso, acreditamos que a cidade de Petrópolis possa ser tremendamente enriquecida com a popularização da leitura aos pequenos”.
Zaíde Mello, presidente da AMAVALE – Associação de Moradores do Vale das Videiras também está contente com a parceria.
“Estamos felizes em participar deste projeto, que esperamos que traga bons frutos para a comunidade do Vale das Videiras”.
A culminância e o ponto alto da “FLISI Contando Histórias …” acontece no dia 30 de janeiro com a contação de histórias online das obras “O livro que lia livros”, de Sandra Aymone, às 10h; “Muito mais que um jardim”, de Sandra Aymone, às 11h; “O grande dia”, de Patrícia Engel Secco, às 14h; “A Casa Amarela”, de Keyla Ferrari, às 15h; e “A Gritadeira”, de Sandra Aymone, às 16h.
A transmissão será feita nas redes sociais da FLISI, através dos endereços @festaliterariadaserraimperial (Instagram) e facebook.com/festaliterariadaserraimperial (Facebook). A contação também pode ser acompanhada no Youtube pelo endereço https://www.youtube.com/channel/UC4jkFLWS6_tckU6k52qQPhA.

%d blogueiros gostam disto: