Advogada petropolitana que estava desaparecida é encontrada morta

Um novo caso de sequestro na região de Itaipava terminou em tragédia neste sábado (23). A advogada Patrícia Sá Fortes que estava desaparecida desde a madrugada da sexta-feira (22), foi encontrada sem vida, nesta manhã, em uma mata na subida da serra de Petrópolis, logo após o Belvedere e apresenta sinais de esfaqueamento e estrangulamento.
Patrícia, foi rendida no banheiro de sua residência ao chegar de uma festa em que estava, no Jardim Americano, em Itaipava. Segundo informações da polícia, o acusado mora no bairro de Benfica, no Rio de Janeiro e relatou que precisava de dinheiro. Ele relatou à polícia que é ex-funcionário da vítima e decidiu subir a serra para cometer o crime. Como conhecia o imóvel, conseguiu invadir e render a vítima quando teve a oportunidade. O criminoso roubou joias, cerca de R$ 400 em dinheiro que estavam com Patrícia e depois a sequestrou. Ela ainda tentou realizar uma transferência para sua conta, mas devido ao horário, o valor de mais de R$ 3 mil, não foi creditado.
A operação foi realizada pelas polícias da 105ª e 106ª e a Core. Através de cruzamento de dados, imagens do trajeto realizado pelo carro e transações bancárias, foi possível chegar ao acusado, que foi preso em flagrante em sua casa, no Rio de Janeiro. Na 106ª DP (em Itaipava) ele confessou o crime e indicou o local onde abandonou o corpo da vítima.

Este foi o segundo caso esta semana de sequestro na região. Na noite da última quarta-feira (20), uma mulher foi rendida nas imediações do Castelo de Itaipava, onde mora, por um homem que a obrigou a realizar saques em diversos caixas eletrônicos da cidade.
Neste caso, após cometer o crime, o bandido deixou a vítima nas proximidades de onde a mesma foi abordada, fugindo a pé.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: