Ranking da Jucerja mostra que Petrópolis está entre as cidades que mais abriu empresas neste ano

Dados da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja) mostram que foram constituídas em Petrópolis 116 novas empresas em janeiro deste ano. Em 2020, no mesmo mês, foram criadas apenas 54 empresas. O comparativo aponta um aumento de 114,81% de um ano para outro. Dos 92 municípios fluminenses, a cidade é a sexta colocada no ranking da instituição, ficando atrás apenas de municípios com maior capacidade de investimento como o Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo, Duque de Caxias e Nova Iguaçu. Na Região Serrana, Petrópolis lidera essa estatística com folga, já que Nova Friburgo ocupa a 12º posição e Teresópolis o 15º lugar.
Grande parte das novas empresas constituídas são do setor de comércio, com a instalação de empresas de produtos alimentícios, farmacêuticos, vestuário, cosméticos e artigos médicos e ortopédicos. O setor de serviços vem logo a seguir com o registro de novos negócios, seguido pela constituição de pequenas indústrias alimentícias.
Os números referentes aos Microempreendedores Individuais (MEIs) também foi expressivo em janeiro deste ano, com mais de 50 registros de novos negócios e mais de 600 atendimentos sobre o processo de constituição do MEI.
“O recorte demonstra que, mesmo com as sequelas provenientes da pandemia, o setor econômico da cidade se recupera, com a cidade tendo uma posição de destaque dentro do Estado. Em Petrópolis hoje é possível abrir uma empresa em menos de dois dias de forma desburocratizada, com o trabalho da Secretaria de Fazenda”, indica o prefeito interino Hingo Hammes.
O secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Soares, também disse que “os números são animadores. Reflete o trabalho que temos para aquecer a economia de Petrópolis. Estamos com sete empresas prontas para se instalarem no Condomínio Industrial da Posse, temos a Casa do Trabalhador funcionando a todo vapor, estamos em conversa com diversos setores para que possamos aumentar a oferta de empregos e criar ambiente propício para que mais empresas possam se instalar no município”.
Ao todo no Estado, 4.323 empresas foram criadas em janeiro de 2021. Esse número é bem superior ao de janeiro de 2020 – ainda sem o efeito da pandemia – com o registro de 3.823 novos negócios.

%d blogueiros gostam disto: