Inea resgata 75 aves silvestres e apreende armadilhas para caça ilegal em Magé

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) realizou, nesta quarta-feira (10/2), uma operação para reprimir caça, captura e guarda irregular de aves silvestres em área protegida de Magé, na Região Metropolitana do Rio.
A ação contou com o apoio do 34º Batalhão de Polícia Militar (Magé) e a Prefeitura de Magé, além das equipes das unidades de conservação do Inea, Refúgio de Vida Silvestre Estadual da Serra da Estrela, Reserva Biológica Estadual de Araras e APA Estadual do Alto Iguaçu e da Superintendência Regional Piabanha (SUPPIB) e foi desencadeada a partir de denúncia.
A equipe percorreu área limítrofe do Refúgio de Vida Silvestre Estadual da Serra da Estrela, na localidade conhecida como Raiz da Serra, na Vila Inhomirim. Nesse local, os técnicos e os agentes resgataram 75 aves silvestres, dentre as quais, coleirinho, trinca-ferro, canário-da-terra, saíra e pixoxó que estavam acondicionadas em gaiolas. Foram apreendidos 19 alçapões (tipo de armadilha para captar passarinho) e 70 gaiolas.
As aves serão examinados por médico veterinário para checar as condições de saúde e, em seguida, serão encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).
Caça, captura e comercialização ilegal de animais silvestres constitui crime contra o meio ambiente, e está sujeito a penalidades conforme legislação ambiental.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: