Eduardo Paes cria comitê para solucionar crise do BRT nesta sexta

O prefeito Eduardo Paes criou um comitê executivo para acompanhar o Plano de Ação para a recuperação do BRT, que teve sua crise acentuada no início deste mês com a paralisação dos motoristas e conflitos entre prefeitura e o consórcio. O anúncio da iniciativa foi publicado nesta sexta (26), no Diário Oficial da Prefeitura.
O novo comitê tem como responsabilidade fazer o acompanhamento dos serviços de transporte, propor medidas de soluções para aperfeiçoamento do sistema e monitorar o Plano de Ação para a recuperação do BRT.
Diversos passageiros têm denunciado o mau serviço do BRT de forma recorrente. A principal reclamação é a de superlotação e demora na espera dos veículos, seguido da falta de estrutura adequada para manter os protocolos de segurança sanitária, falta de fiscalização e pessoas que entram no ônibus sem usar máscara, estações em situação de depredação, entre outros problemas.
O BRT conta com uma frota de 297 ônibus articulados, desta quantidade, 97 estão parados aguardando manutenção. Além disso, das 134 estações, 25 estão fechadas segundo o BRT Rio. A companhia afirma que o fechamento ocorre em função do vandalismo e furtos de equipamentos que aconteceram durante a pandemia. A entidade também confirmou que há outras 20 estações localizadas no eixo da Cesário de Melo que estão inoperantes por causa da violência na região.
No Twitter, um passageiro reclamou sobre os problemas enfrentados no transporte. “Todo dia esse sacrifício desnecessário do trabalhador pra ir ao trabalho, se submetendo a humilhação de pegar BRT lotado pra ir ao trabalho em busca da dignidade. Infelizmente somos um povo inconsciente e desunido. Se a gente não fizer a máquina produzir, eles também não faturam!”

Fonte: O Dia

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: