Para evitar sobrecarga no sistema de saúde, Prefeitura adota toque de recolher a partir desta sexta-feira

Comércios, bares, lanchonetes e restaurantes, mesmo os que funcionam em shoppings e centros comerciais, devem fechar às 22h

O prefeito interino Hingo Hammes anunciou na noite desta quinta-feira (04.03), ao lado do secretário municipal de Saúde, Aloisio Barbosa, um pacote de medidas restritivas com o objetivo de conter os casos de Covid-19 e prevenir uma eventual sobrecarga, ou mesmo o colapso no sistema de saúde de Petrópolis – o que já ocorre em municípios vizinhos. O decreto que será publicado nesta sexta-feira (05.03) e entra em vigor imediatamente determina que comércios, bares, lanchonetes e restaurantes, mesmo os que funcionam em shoppings e centros comerciais, devem fechar às 22h (sem clientes a partir deste horário). Durante o horário de funcionamento (autorizado das 5h às 22h), os mesmos devem respeitar o limite de 50% da capacidade de ocupação. Pistas de dança seguem proibidas. Também passa a ser proibida a permanência de pessoas em vias, áreas e praças públicas das 22h às 5h. Apenas a circulação é permitida. A fiscalização terá o apoio da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal. As medidas serão mantidas até 15 de março.
A Secretaria de Serviços Segurança e Ordem Pública irá intensificar também a fiscalização sobre os estabelecimentos, verificando o cumprimento dos decretos, e adotará medidas mais duras, como a interdição do estabelecimento em caso de descumprimento das regras. A Prefeitura também fará uma campanha de conscientização da população e utilizará as sirenes de alerta e alarme da Defesa Civil com mensagens aos moradores de comunidades.
As medidas foram anunciadas durante reunião que contou com a participação de infectologistas da rede pública do município, secretários municipais, vereadores e representantes de entidades ligadas à hotelaria e setores de alimentação e eventos.
“O monitoramento diário da situação da covid-19 na cidade apontou um aumento na demanda por atendimento nos pontos de apoio após o carnaval, assim como nas internações. A situação está estável no momento, mas precisamos atuar para evitar em Petrópolis o que temos visto nos municípios do entorno e em boa parte do país. As medidas anunciadas hoje são preventivas, mas fundamentais para que possamos conter a propagação da doença”, afirma o prefeito interino Hingo Hammes, destacando a que população tem um papel importante no combate a pandemia.
“Mais do que nunca, precisamos que a população nos ajude a conter a pandemia. É importante lembrar que nada que fizermos será suficiente se a população não colaborar, mantendo as medidas de prevenção, sobretudo o uso de máscara e o distanciamento social, evitando as aglomerações”, frisa o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho.
Denúncias sobre descumprimento de decretos municipais e aglomerações podem ser feitas à Guarda Municipal, pelos telefones 153 ou (24) 2246-9257 (funciona 24h); Fiscalização, pelos telefones (24) 2246-9042 ou 2246-9043 (funciona de segunda a sexta-feira das 9h às 18h); e Vigilância Sanitária, pelos telefones 2246-9041 (funciona de segunda a sexta-feira das 8h às 17h). Denúncias de aglomerações também podem ser feitas à Polícia Militar, pelos telefones 190 ou 2291-4020.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: