qui. jul 29th, 2021

Projeto musical da Secretaria de Assistência Social ajuda pessoas em situação de rua

Objetivo é promover a reinserção desse público na sociedade

Com objetivo de promover a reinserção de pessoas em situação de rua na sociedade, a Secretaria de Assistência Social oferece o programa “Segunda sem Lei – SOS Alegria” dentro do Centro POP. As atividades acontecem as segundas-feiras e usam a música como um catalizador para o resgate da autoestima dessa parcela da população.
O projeto foi criado em 2019 pela psicóloga Wallyce Leoni. Ela afirma que as atividades têm um efeito positivo na vida dos participantes. “Quando começamos, muitas pessoas em situação de rua chegavam aqui tristes, sem muita esperança. Resolvemos montar um projeto baseado na música e o samba de roda foi o estilo escolhido. Por meio da música essas pessoas começaram a entender que são capazes de melhorar suas vidas. Aqui damos esse suporte psicossocial para que o indivíduo consiga se reintegrar à sociedade”, explicou Wallyce.
Um dos primeiros a participar do projeto, o petropolitano Gilson Nascimento, o “Leleco Simpatia”, é o exemplo de que a roda de samba promovida no Centro Pop tem sido uma iniciativa assertiva. Descontraído, Gilson – que é músico – não perde uma atividade sequer e diz que é um dos maiores prazeres que tem atualmente. Ele espera que outras pessoas tenham a mesma chance de integrar o projeto, que reúne indivíduos em situação semelhante à sua.
“Eu amo o samba desde criança e venho ao Centro Pop desde que tudo começou. Aqui me descontraio, me sinto feliz com a música e tenho todo o apoio do pessoal. Tudo que preciso está aqui”, disse Gilson, que revelou ter um sonho: ganhar uma bateria para formar uma pequena oficina de samba.

Empresa abraça o projeto
“Segunda sem Lei – SOS Alegria” é uma iniciativa que ganhou o apoio recente da Werner. A empresa doou tecidos para a confecção de camisas alusivas ao projeto. A vestimenta reforça a confiança que é depositada na equipe do Centro Pop. A assistente social, Amanda Ventura, lembrou que a maioria dos que frequentam o espaço recebem, ainda, palestras e momentos de reflexão sobre a questão das drogas e o sexo – uma oportunidade de diálogo que procura resgatar essa parcela da população para uma vida social equilibrada.
A unidade do Centro Pop é destinada ao atendimento de pessoas em situação de rua, em razão da condição de extrema pobreza e inexistência de moradia convencional regular, cujos vínculos familiares estão fragilizados ou rompidos. O local oferece café da manhã, encaminhamento para o almoço no Restaurante Popular, lanches, atendimentos psicossociais, banho, lavanderia, espaço para a guarda de pertences, embarques interestaduais além das atividades semanais, como por exemplo, rodas de conversas, oficinas de música e de profissionalização.
O espaço funciona de segunda à sexta-feira, de 08h até às 05h. Nos feriados e fins de semana, de 09h às 15h. Além disso, também realiza abordagens por toda cidade de 9h às 21h.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: