dom. ago 1st, 2021

Rodoviários e Setranspetro não chegam a acordo e nova reunião deve ser marcada

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Petrópolis realizou na sexta-feira (19), a Assembleia Geral, em duas sessões. Na primeira sessão estiveram presentes 138 trabalhadores e na segunda sessão 127 trabalhadores, totalizando 265 rodoviários, que por unanimidade não aceitaram a contraproposta, entregue pelo Setranspetro – Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Petrópolis – ao Sindicato.
Na contraproposta enviada o Setranspetro sugeriu que a próxima reunião de negociação fosse agendada para a quarta-feira, 31 de março, data que também foi recusada pelos rodoviários, que já está se organizando e enviará na manhã de segunda-feira (22), novo oficio solicitando que a nova seja agendada e realizada na próxima terça-feira, 23 de março.
Sobre os boatos de uma possível paralisação da categoria na próxima segunda-feira (22), o Setranspetro informou que a operação de segunda-feira (22) está prevista para acontecer normalmente. Todo e qualquer movimento ilegal e irregular de greve será combatido com todas as medidas necessárias para que o serviço de transporte coletivo seja garantido à população petropolitana. As negociações seguem ocorrendo de forma legal, regular e respeitosa, conforme nota encaminhada pelo Sindicato dos Rodoviários, na noite desta sexta-feira (19) para a imprensa.
Em nota, o sindicato que representa as empresas afirmou que “por mais uma vez, fica surpreso com a participação de pessoas que não fazem parte do setor rodoviário incitando a categoria a atos não regulares e ilegais. Neste momento de extrema dificuldade para a humanidade e para o município, que está com altos números de contaminados pela Covid-19, o Setranspetro espera que qualquer pessoa ou representante da própria sociedade, assuma uma postura coerente e permita que o serviço de transporte por ônibus, que é essencial para a sociedade, seja realizado sem qualquer prejuízo para os rodoviários e para a população, garantindo o deslocamento de todos, inclusive, das pessoas que procuram pela rede de saúde e também dos profissionais que trabalham na linha de frente no combate ao Coronavírus e em outros serviços essenciais”.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: