seg. ago 2nd, 2021

Alerj aprova projeto de ‘feriadão’ no Rio para conter a propagação da covid-19

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, nesta terça-feira, em sessão virtual que durou aproximadamente cinco horas, o projeto de lei do governo do estado para antecipar feriados de abril para o fim de março. Neste caso, o feriadão começará na próxima sexta-feira (26), e irá até o Domingo de Páscoa (4).
O projeto 3906/2021, institui, apenas em 2021, como feriados estaduais os dias 26 e 31 de março e 1 de abril e antecipa os feriados de 21 e 23 de abril para os dias 29 e 30 de março.
A medida foi apresentada pelo governador em exercício, Cláudio Castro, para representantes dos setores produtivos, em uma reunião no sábado (20) com o objetivo de conter a propagação do coronavírus, mas ao mesmo tempo, visando não prejudicar o comércio.
Uma emenda acrescentada ao projeto determina que municípios têm autonomia para decretar medidas de isolamento social. Ou seja, as medidas dos municípios se sobrepõem às do governo do estado. O projeto diz que, entre um decreto municipal e um decreto estadual, prevalece o que tiver a medida mais rígida.
Para o projeto virar lei, precisa ser sancionado pelo governador Cláudio Castro. Ele, entretanto, pode vetar o parágrafo que dá autonomia aos municípios.
O feriado não se aplicará às unidades de saúde, segurança pública, assistência social e serviço funerário, além de outras atividades definidas como essenciais.

Caberá ao Governo do Rio e aos governos municipais estabelecerem regras de funcionamento neste período. Havendo conflito entre as normas estaduais e municipais, prevalecerão aquelas que impõe medidas mais restritivas.

Mortes e casos no estado em 24h
A Secretaria de Estado de Saúde do Rio (SES) informou que registrou, até esta terça-feira (23), 626.661 casos confirmados e 35.331 óbitos por coronavírus no estado. Nas últimas 24 horas, foram contabilizados 3.201 novos casos e 151 mortes. Entre os casos confirmados, 583.243 pacientes se recuperaram da doença.
Segundo o painel de dados desenvolvido pela pasta, a taxa de ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para a covid-19 é de 88,7%. Já a taxa de ocupação dos leitos de enfermaria aumentou de 65,9% para 77,2%, desde a última atualização.

Fonte: O Dia

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: