qui. jul 29th, 2021

Artesanato contribui para a saúde mental durante a pandemia

Movimento Plástico Transforma traz dicas de objetos para decorar a casa reutilizando embalagens plásticas


A adoção de mega feriado ou lockdown por diversas cidades brasileiras trouxe, mais uma vez, a necessidade de permanecermos em casa. Com o distanciamento social, surge também a preocupação com a saúde mental. Por isso, é importante manter uma atividade que distraia a mente como, por exemplo, o artesanato.
Só o fato de gerar entretenimento já faz o artesanato contribuir para a saúde mental, porém, as vantagens da prática vão muito além. Um estudo publicado pela revista Neurology aponta que fazer artesanato pode reduzir o risco de declínios cognitivos de memória. Segundo a análise, pessoas que praticam este tipo de atividade são 73% menos propensos a desenvolver o problema durante o processo de envelhecimento.
O Movimento Plástico Transforma, iniciativa que visa evidenciar como o plástico, utilizado com responsabilidade e criatividade pode trazer inúmeros benefícios para a sociedade, selecionou alguns objetos que podem ser criados a partir de resíduos facilmente encontrados em casa. Transformar materiais plásticos em novos objetos para o lar pode ser uma alternativa divertida para utilizar conceitos de reaproveitamento e deixar a sua casa ainda mais bonita.

  • Vaso de flores em cima da mesa
    Você vai precisar de duas garrafas PET, uma de 3 litros e outra de 600 mL. Primeiro, pegue a embalagem maior e recorte o bocal e a parte de baixo, logo acima do rótulo. Retire as rebarbas com auxílio de uma tesoura, deixando um lado um pouco menor que o outro. Com o estilete, corte um dos cantos da base da garrafa. Faça o acabamento com a tesoura até que ele caiba dentro da taça e fixe as duas partes com cola de silicone. Finalize boleando as bordas com o auxílio de um ferro de passar roupa e reserve. Agora é a vez da garrafa menor para fazer a base: faça um recorte acima do rótulo, corte as rebarbas e boleie as bordas. Usando, novamente, a cola de silicone no bocal, fixe base e cúpula já preparada na etapa anterior e deixe secar por 24 horas. O mesmo processo pode ser feito com diferentes tamanhos e tipos de garrafas.
  • Mesa com livros em cima
    Versáteis, os potes de sorvete podem ser transformados nos mais diferentes objetos, inclusive em organizadores. Para fazer o seu, comece marcando com caneta a altura que você quer, por toda a extensão do pote. Depois, nas partes mais estreitas, desenhe as alças e recorte. Escolha um tecido de sua preferência e fixe no pote utilizando cola branca. Agora é caprichar no acabamento, tirando toda as sobras de tecido. Você pode fazer organizadores de diversas alturas, de acordo com o uso que deseje dar.
  • Vaso com flores coloridas
    Que tal criar vasos divertidos que valorizem ainda mais suas plantinhas? Reserve algumas garrafas PET, limpe bem e remova os rótulos. Com as embalagens secas, escolha qual animal dará vida ao seu vaso, desenhe as formas das orelhas e recorte. Em seguida, pinte duas camadas de tinta, deixando secar entre as camadas, e desenhe o rosto do anima. Não esqueça de fazer furos no fundo das garrafas, para que o excesso da água escorra após as plantas serem regadas.
    Lembre-se: todos os retalhos de materiais, resultantes da produção dos objetos, devem ser descartados corretamente ao final do processo.
    Caso um dos objetos quebre ou simplesmente não combine mais com a decoração desejada, é hora de dar um destino correto também. Grande parte do material plástico é reciclável, por isso é importante descartá-lo por meio da coleta seletiva para que, assim, eles estejam aptos a voltar para a cadeia produtiva.

Sobre o Movimento Plástico Transforma
O Movimento Plástico Transforma é uma iniciativa do Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico, o PICPlast, fruto da parceria da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST) e da Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas. Desde 2016, o programa vem investindo em ações que geram agenda positiva para o uso consciente e responsável do plástico. É o caso da Estação Plástico Transforma, atividade realizada no parque temático KidZania, em São Paulo, e que apresenta para crianças entre 6 e 10 anos conceitos sustentáveis e de reciclagem de forma lúdica, destacando a responsabilidade de cada indivíduo na circularidade do plástico. Desde a inauguração, em janeiro de 2019, a Estação já recebeu mais de 18 mil visitantes. Outro exemplo é o PlastCoLab, espaço interativo, inspirado no movimento maker, que reúne inovação e tecnologia associados ao plástico. Com quatro edições realizadas em São Paulo, Porto Alegre, Salvador e Brasília, o espaço contou com mais de 36 mil visitantes.

Saiba mais em http://www.plasticotransforma.com.br/

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: