sáb. set 18th, 2021

Anvisa realiza reunião para tratar liberação da vacina Sputnik V

Diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) farão uma reunião na tarde desta terça-feira, às 15h30, com pelo menos nove governadores para tratar sobre a liberação do uso emergencial da vacina Sputnik V. Fabricada na Rússia, o imunizante está registrado perante o Ministério da Saúde do país (Ministry of Health of the Russian Federation).
Na agenda, a Anvisa informa que a reunião será com governadores e secretários estaduais de saúde dos estados do Acre, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Maranhão, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.
A agência informou que os processos estão sendo analisados de acordo com a resolução da diretoria, que estabelece os procedimentos e requisitos para submissão de pedido de autorização excepcional e temporária para importação e distribuição de medicamentos e vacinas contra Covid-19. A norma é específica para o enfrentamento da emergência de saúde pública de importância nacional decorrente do surto do novo coronavírus (SARS-CoV-2).
O último pedido de uso emergencial da vacina foi feito pela União Química, que tem parceria com o Fundo de Investimento Direto da Rússia, no dia 26 de março. O pedido faz parte do lote de 10 milhões de doses, que foram adquiridas pelo Ministério da Saúde no início de março. No entanto, a Anvisa negou e suspendeu o prazo para analisar o pedido do imunizante. A decisão aconteceu por falta de parte dos documentos exigidos para a análise.
Segundo a Anvisa, uma triagem inicial foi feita e apontou que falta parte dos documentos exigidos, como especificações de qualidade e informações do tempo médio de acompanhamento dos pacientes que fizeram parte dos estudos. Com isso, o prazo inicial de sete dias úteis para a liberação do imunizante está suspenso até que a documentação seja regularizada.
Dados do painel da Anvisa deste sábado apontam que 62% dos documentos referentes à Sputnik V estão em análise, 18,2% precisam ser complementados e 18,7% não foram entregues.

Fonte: O Dia

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: