Alerj aprova criação de CPI para investigar casos de desaparecimentos de crianças no Rio

A Alerj aprovou, nesta quinta-feira, a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que irá investigar casos de desaparecimentos de crianças e adolescentes no Rio. Composta por cinco membros, a CPI terá 90 dias para concluir o relatório, podendo ser prorrogados pro mais 60 dias. A medida será promulgada pelo presidente da Casa, o deputado André Ceciliano (PT), e deve ser publicada no Diário Oficial nos próximos dias.
“Os inúmeros casos de crianças e adolescentes desaparecidos no Brasil e a falta de dados oficiais que quantifiquem desaparecimentos e reencontros a cada ano exigem uma ampla reflexão das autoridades e da sociedade”, justificou o autor do projeto de resolução 529/21, o deputado Alexandre Knoploch (PSL). “Os questionamentos sobre o porquê dos desaparecimentos não podem ser genéricos e superficiais. A busca pelas respostas tem de nortear nosso trabalho no intuito de melhorar os índices de recuperação dos desaparecidos bem como criar estratégias que protejam nossas crianças e adolescentes”, afirmou.
Parlamentares elogiaram a aprovação da criação desta CPI na Alerj. A deputada Renata Souza (PSol) lembrou dos casos dos meninos Fernando Henrique, 11 anos, Alexandre Silva, 10, e Lucas Matheus, 8, desaparecidos há mais de 100 dias em Belford Roxo, Baixada Fluminense. “Até hoje não tivemos uma investigação que garanta resolver essa situação tão grave. É importante dizer o quanto a negligência no início das investigações deixou um vácuo de possibilidade de encontrar essas crianças”, argumentou.

Fonte: O Dia

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: