sáb. set 18th, 2021

Petrópolis pode ganhar dois núcleos do projeto Skate Escola

Estimular a prática esportiva entre jovens, além de combater a evasão escolar, a criminalidade e o uso de entorpecentes. Esses são os objetivos do projeto Skate Escola, uma parceria da prefeitura com o Governo Federal e que vai beneficiar até 150 crianças e adolescentes de Petrópolis. O município vai contar com dois núcleos – um na Praça Duque de Caxias e outro no Parque Municipal, em Itaipava. O governo municipal aguarda a União para efetivar o programa, que terá 16 meses de duração: quatro de implementação e 12 de atividades.
O projeto será realizado no contraturno das aulas escolares, após a liberação das atividades em função da pandemia. A dinâmica prevê a formação de quatro turmas por trimestre com o número máximo de 15 alunos. Os meninos e meninas serão divididos por faixa etária e os materiais, como equipamento de proteção e skate, serão fornecidos. Um professor de educação física, um instrutor de skate e um coordenador técnico serão os supervisores do programa.
“Quando eu assumi a secretaria de Esportes, ainda em 2017, lutei pela retomada das obras da pista de skate em Itaipava. Então hoje é um orgulho conseguir implementar um programa nesse local”, ressalta o prefeito interino Hingo Hammes. “Justamente no ano em que o skate se torna oficialmente esporte olímpico e estará presente nos Jogos de Tóquio, vamos incluir o esporte no cotidiano de muitos alunos”, destaca Hammes.
“O Skate Escola vem para difundir, apoiar e contribuir no desenvolvimento do esporte em Petrópolis”, destaca Leandro Kronemberger, secretário de Esportes, Promoção da Saúde, Juventude, Idoso e Lazer. “O skate tem grande força atrativa, e por conta da sua complexidade psicomotora, contribuí no desenvolvimento físico, mental e social dos jovens”, explica.
Além da prefeitura e do governo federal, outro elo do projeto é a Confederação Brasileira de Skate (CBSK). A CBSK trabalhará na coordenação junto com as cidades e no treinamento de instrutores que darão as aulas. “Ao mesmo tempo em que fomentamos a prática do skate, ensinando fundamentos básicos do esporte, vamos promover a inclusão social de crianças e pré-adolescentes, beneficiando familiares e a comunidade como um todo”, completa Hingo Hammes.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: