Prefeito interino Hingo Hammes assina lei do Castramóvel

A criação do programa para a esterilização cirúrgica de cães e gatos com a finalidade de controle populacional. Esse é o objetivo da lei do Castramóvel, sancionada pelo prefeito interino Hingo Hammes nesta terça-feira (04/05). O planejamento será coordenado pelo Bem-estar Animal (Cobea) e vai contar com um estudo das localidades que apontem para a necessidade de atendimento prioritário; o quantitativo de animais a serem castrados; e os critérios de triagem socioeconômica. O processo de compra de insumos para utilização do equipamento está em fase final para a prefeitura iniciar o seu funcionamento.
A assinatura do documento contou com a presença do vereador Domingos Protetor (PSC). Durante o encontro, Hingo Hammes anunciou ainda a castração de 1.200 animais até agosto. Além de ajudar no controle populacional dos cães e gatos, o serviço previne as doenças da esfera reprodutiva e ajudam no controle de algumas zoonoses, como por exemplo a esporotricose. Esse trabalho será feito por uma empresa contratada através de licitação.
“Com essas castrações, estaremos atuando emergencialmente no controle populacional dos animais de rua. A regulamentação dela será em conjunto com o Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais”, ressaltou Hingo Hammes. “Para usarmos o castramóvel, ainda é necessário concluirmos os processos de licitação para a compra de insumos. Não é um processo simples, já que no primeiro momento, essa licitação deu deserta”, explicou.
A unidade móvel de castração possui duas mesas cirúrgicas, unidades de repouso dos animais, pias para higienização, mesa para anestesia e balanças para pesagem dos animais, geladeira e também banheiro. Dois veterinários vão atuar no Castramóvel, além de um responsável técnico pela atividade.
“O serviço é itinerante e tem como prioridade regiões consideradas de maior vulnerabilidade e alta incidência de animais em situação de rua. Importante ressaltar que se destinará exclusivamente à castração de cães e gatos, não sendo permitidos atendimentos clínicos ou procedimentos cirúrgicos diversos”, conta João Valois, coordenador de Bem-estar Animal.
“Esse é mais um avanço da causa animal. Vamos continuar trabalhando para que mais castrações aconteçam de forma gratuita”, disse o vereador Domingos Protetor.
Também participaram da assinatura da lei do Castramóvel o secretário de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho, e a coordenadora Especial de Articulação Institucional, Fernanda Ferreira.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: