sáb. set 18th, 2021

Secretário de Saúde se reúne com empresários para falar sobre vacinas

O Secretário de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho, se reuniu na tarde de quarta-feira (05/05) com empresários para apresentar informações sobre o andamento da vacinação contra a covid-19 na cidade. O secretário foi recebido na sede da Firjan, pelo presidente regional da entidade, Júlio Talon, e pelo representante do Serratec, Marcelo Carius. A reunião teve ainda participação (por videoconferência) do diretor de RH da empresa Orange, George Paiva. Petrópolis tinha, até quarta-feira, 64.498 pessoas vacinadas com a primeira dose e 30.956 com a segunda dose. Na reunião os empresários esclareceram ainda dúvidas sobre a situação da pandemia na cidade.
“Petrópolis tem avançado na vacinação a medida que os lotes de vacina estão chegando. Temos hoje mais de 21% da população vacinada com a primeira dose e 10% com a segunda dose. Essas e outras informações foram repassadas aos empresários, e entendemos a importância de que eles estejam a par do andamento da vacinação. Foi uma reunião bastante positiva em que eles se mostraram interessados em contribuir para acelerarmos a vacinação na cidade”, destaca o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho.
O secretário falou aos empresários ainda sobre a situação atual da pandemia na cidade, que registra queda na demanda por atendimentos nas portas de entrada, e frisou que o município seguirá avançando com a imunização à medida que mais vacinas sejam entregues pelo Ministério da Saúde.
O presidente Regional da Firjan, Julio Talon, agradeceu a presença do secretário, destacou a importância das informações fornecidas para o planejamento das empresas e sinalizou a possibilidade de empresários buscarem formas de contribuir com a vacinação. “Estamos a disposição para ajudar no que for possível o município para avançarmos a vacinação na cidade. Temos uma preocupação muito grande com a pandemia com o andamento da vacinação, que é fundamental para o planejamento das empresas. Queremos entender como está o processo, verificar se há gargalos na vacinação e entender se é possível somarmos esforços e buscar formas de contribuir com o que for necessário para que a vacinação avance na cidade”, diz Júlio Talon.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: