qui. out 21st, 2021

Em três meses, indústrias do Centro-Sul abrem mais de 400 novos empregos, aponta Firjan

Com maior população, Três Rios criou mais da metade das vagas do 1º trimestre de 2021 na região. Dados podem ser consultados na plataforma Retratos Regionais

As indústrias do Centro-Sul Fluminense abriram 130 novos postos de trabalho em março, o que fez com que o 1º trimestre de 2021 fechasse com saldo de 405 novos empregos criados. Apesar dos altos e baixos, o setor ­­­­­­­­­industrial ― que engloba a indústria extrativa, de transformação, construção e Serviços Industriais de Utilidade Pública ― segue criando empregos desde junho de 2020 e já acumulou 1.186 empregos desde então. Para o mês o Comércio abriu 158 postos de trabalho, o setor de Serviços criou 22 vagas e Agropecuária registrou saldo de -19 empregos.
Em comparação com março do ano passado, quando o Brasil conhecia os primeiros impactos da pandemia da Covid-19, a região teve a criação de vagas na Indústria (+179), mas viu o Comércio (-177), Agropecuária (-22) e Serviços (-1) fecharem postos de trabalho.
De acordo com análise feita pela Firjan, a partir da plataforma Retratos Regionais, as empresas que atuam na fabricação de Produtos de Borracha e Material Plástico (+84), Alimentos (+72) e Construção Civil (+62) foram as que mais geraram empregos nos primeiros três meses do ano, seguidas por Papel e Celulose (+33), Produtos Químicos (+33) e Fabricação de Produtos de Metal (+32). Já os segmentos de Fabricação de Veículos Automotores, Reboques e Carrocerias (-44), Bebidas (-15) e Fabricação de Móveis (-10) ficaram na outra ponta da tabela com o fechamento de vagas.
“É provável que em abril, quando houve um período maior de restrições, haja uma redução na velocidade de recuperação. Mas a gente entende que essa velocidade é mais constante, uma vez que boa parte das interrupções já não acontece mais. Então a tendência hoje é que tenhamos uma normalização nas contratações nos próximos meses”, disse o gerente de Estudos Econômicos da Firjan, Jonathas Goulart.
Entre os municípios da região, com os 110 postos de trabalho criados na Indústria em março, Três Rios engatou o terceiro mês consecutivo com saldo positivo (+251). Paraíba do Sul, que já registra o oitavo mês seguido com mais contratações do que demissões no setor, teve saldo de 106 vagas no trimestre, seguido de Areal (+49). O pior resultado foi em Comendador Levy Gasparian (-44) com mais demissões do que contratações, motivado pelo fechamento de vagas na produção de veículos automotores, reboques e carrocerias.
Em relação ao quadro geral que envolve todos os setores do mercado de trabalho, enquanto a Indústria e Comércio (+150) registraram saldo positivo entre janeiro e março, Serviços perdeu 170 postos de trabalho, principalmente, pelo fechamento de 211 vagas em Sapucaia e 56 em Areal. O contraponto foi feito por Miguel Pereira com a criação de 60 postos de trabalho no setor.

Plataforma Retratos Regionais
A plataforma Retratos Regionais tem como base o saldo de empregos formais disponibilizados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. Em painel setorial são disponibilizados dados específicos dos setores industriais.
Em painel regional, que também permite a busca por município, é apresentado o cenário geral de empregos, incluindo todos os grandes setores. A plataforma pode ser acessada através deste link: www.firjan.com.br/retratosregionais.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: