qui. out 21st, 2021

ALÉM DAS BELEZAS NATURAIS: SEGURANÇA E QUALIDADE CONSTITUEM O TURISMO EM PETRÓPOLIS

Petrópolis movimenta o comércio e serviços sem deixar a sua característica do período colonial. Por ser um dos destinos mais procurados por turistas do país, a Prefeitura constantemente avalia a qualidade dos serviços turísticos prestados aos seus visitantes.
Com seis meses à frente da Secretaria de Turismo de Petrópolis, Samir El Ghauoi, vem através de ações buscar a reabertura de alguns atrativos da cidade, como o Museu Imperial. A cultura local é uma das questões priorizadas pelo secretário. “Temos trabalhado também a aproximação de entidades culturais e instituições para potencializar atrações públicas e privadas assim como valorização da história e cultura do município”, esclarece.
Para Samir os pontos primordiais no setor de turismo na cidade “é a integração dos vários setores da cadeia produtiva do turismo em parceria com o setor público, promovendo o ordenamento e segurança”. Em relação à segurança, o município ganha destaque por ser considerada pela segunda vez consecutiva através de uma pesquisa realizada pelo Atlas da Violência (2020), uma das cidades mais seguras do país. “A segurança é o fator principal para a captação e satisfação dos turistas e também funcionamento dos negócios”, acrescenta o secretário.
Não somente a segurança é importante, atualmente a maior preocupação mundial é a pandemia causada pelo COVID-19. Com mais de um ano inserida, a pandemia afetou e ainda afeta muitos setores. Em Petrópolis, a Secretaria de Turismo vem criando medidas para que essa situação não atinja ainda mais. “Através de capacitação dos colaboradores e prestadores de serviços, estímulo à inovação, atenção e valorização da experiência do cliente, atividades que proporcionem experiências ao ar livre”, cita o secretário.
Petrópolis não é só feita de belezas naturais, história e cultura, mas também gastronomia e porque não cerveja? A cerveja artesanal, um dos produtos de maior tradição da região é ainda um ponto bastante promissor no turismo. “O Circuito Cervejeiro já se constitui um produto turístico e está integrado à Rota Cervejeira do RJ. Petrópolis possui a cervejaria mais antiga do Brasil em atividade desde 1853, a Bohemia e outras 20 cervejarias artesanais. A cidade recebeu o título de Capital Estadual da Cerveja, todas estão integradas à rede gastronômica do município”, enfatiza Samir.

Abaixo, a entrevista realizada com o secretário de Turismo de Petrópolis, Samir El Ghauoi:

Rotas RJ: Com seis meses à frente da Secretaria de Turismo de Petrópolis, quais foram as ações já tomadas pelo senhor?
Samir: Desde o começo, temos estreitado laços com a Secretaria de Turismo de Estado, a fim de planejar ações conjuntas. Conseguimos com apoio de entidades do trade, solicitar a reabertura de alguns atrativos importantes para a Cidade, como o nosso Museu Imperial, que atrai tantos visitantes. Além disso, temos trabalhado muito em melhorias nos atrativos turísticos, como parques e claro o Relógio de Flores, que foi entregue à sociedade, revitalizado e com sistema modernizado. Temos trabalhado também a aproximação de entidades culturais e instituições para potencializar atuações públicas e privadas, assim como valorização da história e cultura do município. Estamos bem atentos às necessidades dos Guias de Turismo de nossa cidade, inclusive, já iniciando planejamento de ordenamento turístico e programa de sensibilização turística. Também não poderia deixar de mencionar todo o acompanhamento e resgate do Fundo Municipal de Turismo, que foi nossa prioridade assim que assumimos esta cadeira. Em paralelo temos realizado diversas melhorias em nosso site e nossas redes, agora contamos também com atendente virtual, a Isabel, e serviço de whatsapp facilitando a comunicação com o turista.

Rotas RJ: Baseado na sua experiência na área de turismo, gestão e negócios, quais pontos considera primordial para Petrópolis? Em contrapartida quais merecem uma atenção maior?
Samir: Considero pontos primordiais: a integração dos vários setores da cadeia produtiva do turismo em parceria com o setor público; interlocução com as instituições públicas e privadas para promover o ordenamento, segurança e o desenvolvimento sustentável do turismo; organização e modernização do sistema de informação turística; estimulo à retomada do turismo pós-covid seguindo as normas sanitárias e os protocolos instituídos para os setores da atividade; planejamento e execução de ações de marketing do destino turístico em conjunto com a Secretaria de Estado de Turismo e instituições do turismo e setores afins; e apoio ao funcionamento dos atrativos turísticos e organização do calendário de eventos.

Rotas RJ: Petrópolis pelo segundo ano consecutivo foi considerada uma das cidades mais seguras do país, isso de acordo com a pesquisa realizada pelo Atlas da Violência (2020). Esse fator impulsiona diretamente no turismo?
Samir: A segurança é fator primordial para garantir a captação e satisfação dos turistas, o funcionamento dos negócios e a sustentabilidade da atividade turística como um todo.

Rotas RJ: Com a pandemia muitos setores foram afetados, como o comércio e turismo. Para o senhor quais são as medidas necessárias para que essa situação não afete ainda mais o turismo e economia da cidade?
Samir: Apoio e promoção de ações integradas que fortaleçam a cadeia produtiva do turismo, cumprimento das normas sanitárias e comunicação aos clientes para que o destino se destaque na escolha e preferência dos turistas. A capacitação dos colaboradores e prestadores de serviços, estímulo à inovação, atenção e valorização da experiência do cliente e fortalecimento dos atrativos, atividades e empreendimentos que proporcionem experiências ao ar livre com distanciamento e sem aglomerações também são importantes.

Rotas RJ: Recentemente o senhor se reuniu com diretores da Rota Cervejeira RJ e secretários de outras cidades da região serrana. Considera promissor esse turismo no campo gastronômico para a região?
Samir: O Circuito Cervejeiro já se constitui em produto turístico e está integrado à Rota Cervejeira do RJ, a cidade já trabalha bastante esse segmento, pois inclusive, Petrópolis possui a cervejaria mais antiga do Brasil em atividade desde 1853, a Bohemia, outras cervejarias de médio porte e cerca de 20 cervejarias artesanais. A cidade recebeu o título de Capital Estadual da Cerveja e algumas cervejarias possuem visitação turística, todas elas estão integradas à rede gastronômica do município e participam em eventos realizados na cidade, além de serem divulgadas pela Secretaria de Turismo.

Por: Priscila Silva
Fonte: Rota RJ

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: