SINDICATO DOS RODOVIÁRIOS PROMOVE ASSEMBLEIA PARA ANÁLISE E APROVAÇÃO DE PEDIDOS DE EMPRESA

Na última semana o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Petrópolis, localizado àRua Visconde de Souza Franco, 121 – Centro, convocou, por meio da imprensa e de postagem em suas redes sociais, uma Assembleia de Trabalhadores, sindicalizados ou não, que atuam nas empresas Petro Ita Transportes Coletivos de Passageiros e Viação Cascatinha, com o intuito de deliberar demandas relacionadas ao dia a dia dos trabalhadores.

A assembleia realizada em duas sessões, uma na parte da manhã e outra na parte da tarde, sempre tendo como intuito oferecer oportunidade de participação de todos os trabalhadores, ocorreu na sede do Sindicato e chegou à conclusão final, por meio de votação somada.

“Graças a Assembleia realizada no Sindicato, conseguimos deliberar e aprovar junto aos trabalhadores o pedido das empresas para a implantação da MP 1.045/2021 editada pela Presidência da República, estabelecendo a redução de jornada. Além disso foi possível negociar a  manutenção da cesta básica completa, mesmo para os trabalhadores com redução, bem como o parcelamento das férias em atraso. Conseguimos também aprovar que os trabalhadores, das duas empresas, possam fazer no sindicato um cadastro e dessa forma o recebimento da cesta básica passa a ser em produtos ou por meio de crédito em cartão a ser utilizado em diversos estabelecimentos da cidade. Por fim, e para que os acordos fossem estabelecidos, as empresas firmaram acordo com o Sindicato para que não haja mais atrasos no pagamento dos salários”, pontuou Edson de Oliveira, presidente do Sindicato.

Para os que desconhecem a Medida Provisória 1.045, de abril deste ano, o presidente do Sindicato explicou ainda que ela se trata do Novo Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda e que dispõe de medidas complementares para o enfrentamento do Coronavírus, no âmbito das relações de trabalho. A MP, assinada pelo Presidente da República, tem como meta preservar o emprego e a renda dos trabalhadores; garantir a continuidade das atividades laborais e empresariais; e reduzir o impacto social decorrente das consequências da covid-19. Dentre as medidas do Novo Programa estão o pagamento do Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda; a redução proporcional de jornada de trabalho e de salários; e a suspensão temporária do contrato de trabalho.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: