sáb. jul 31st, 2021

Revitalização da Estrada Friburgo-Teresópolis está na lista de projetos entregue pela Firjan ao governador

O presidente da Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, entregou ao governador do estado, Cláudio Castro, o documento “Rio Canteiro de Obras”, que lista 22 projetos de Infraestrutura. Dois projetos que envolvem o Centro-Norte Fluminense estão na pauta: a revitalização da RJ-130 (circuito Terê-Fri) e a adequação da RJ-116.
De acordo com a proposta, a revitalização da RJ-130 seria em função da ter grande potencial turístico, além de receber cerca de 600 caminhões/dia e transportar 90% das hortaliças consumidas em todo o estado. Já a adequação da RJ-116, visa contribuir diretamente para a logística do e deslocamento dos caminhões do Polo Cimenteiro de Cantagalo e Macuco, das cooperativas de leite da região e do Polo Gaslub (antigo Comperj) em Itaboraí.
Os 22 projetos representam R$ 9,4 bilhões em investimentos, com efeito multiplicador de R$ 11,9 bilhões e potencial de geração de 135 mil empregos diretos e indiretos. A relação das obras foi elaborada após um pedido de Castro à Firjan. A reunião ocorreu no Palácio Guanabara, na sexta-feira (11/06).
No evento “Rio Canteiro de Obras”, em maio, quando a federação debateu a retomada econômica fluminense, o governador anunciou o investimento de até R$ 7 bilhões em Infraestrutura, com recursos da recente concessão dos serviços de saneamento básico da Cedae.
“Os investimentos no setor de Infraestrutura vão gerar ampla gama de benefícios à sociedade fluminense, aumentando a competitividade e a produtividade das indústrias no Estado do Rio de Janeiro e abrindo caminho para a geração de empregos e renda. Vale lembrar que tudo isso foi só possível graças aos recursos obtidos com a recente concessão dos serviços de saneamento básico, que permitirá a melhoria no abastecimento de água e a ampliação da rede de esgotamento sanitário, assegurando mais saúde e qualidade de vida para a população”, afirmou o presidente da Firjan, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira.
O governador destacou: “Com esse recurso que virá teremos oportunidade de fazer obras transformadoras, que gerarão o desenvolvimento econômico de nosso estado. Pedi à Firjan que nos ajudasse a encontrar esses projetos, a entender o que a sociedade quer desse recurso. Essa ação da Firjan, que já agradeço demais, coroa esse diálogo que o governo tem com todos aqueles que geram desenvolvimento econômico e social. A ideia é que esse recurso gere obras e empregos”.
A relação dos 22 projetos foi elaborada com base em estudos de prioridades para o desenvolvimento socioeconômico fluminense. Há investimentos em diferentes graus de maturidade, em todas as regiões do estado. Alguns já foram iniciados, mas se encontram paralisados, com possibilidade de conclusão no curto prazo.
Há projetos de intervenções emergenciais nos distritos industriais e investimentos importantes para regiões que vão promover efeitos multiplicadores na economia local. Haverá impactos também na redução de custos de frete, melhoria na mobilidade urbana e atração de novas empresas, entre outros aspectos positivos.

Fonte: O Dia

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: