ter. out 19th, 2021

Operação mira transportes piratas no entorno da Rodoviária do Rio

A Comissão de Transporte da Alerj, o Departamento de Transportes Rodoviários do Rio (Detro) e o Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) realizaram na manhã desta quarta-feira uma operação contra o transporte ilegal que atua no entorno da Rodoviária do Rio, na Zona Portuária da cidade. Quatro carros de passeio que trabalhavam com transporte irregular de passageiros foram multados e apreendidos.
A operação é realizada devido a constantes denúncias do aumento de transportes piratas. De acordo com o deputado estadual Dionísio Lins (Progressista), presidente da Comissão de Transportes, o número de reclamações diária fica entre quatro e cinco, mas em dias de feriados prolongados as reclamações triplicam, principalmente por conta da pandemia da Covid-19, em meio ao aumento de trabalhadores desempregados realizando o serviço irregular.
A região da Rodoviária do Rio concentra um alto número de transportes sem autorização para fazer viagens de passageiros para outras cidades. Para driblar a fiscalização, a maioria dos motoristas alega que são de aplicativos que oferecem carona solidária.
“É um absurdo o que vemos diariamente e principalmente nos finais de semana, quando é registrado um aumento no embarque e desembarque de passageiros, de táxis piratas, motoristas particulares e vans ilegais que disputam esses passageiros com as cooperativas cadastradas e legalizadas existentes no local. Eles se aproveitam da falta de conhecimento dos que chegam na cidade e de uma fiscalização forte, para oferecem aos gritos o serviço de transporte. Recebemos a informação de pessoas ligadas a administração da rodoviária que o número de carros particulares e táxis piratas que circulam no entorno da rodoviária é de 40 veículos todos os dias. Esse absurdo precisa ser combatido” disse o deputado estadual Dionísio Lins (Progressista), presidente da Comissão de Transportes.

Fonte: O Dia

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: