ter. set 28th, 2021

Seas e Inea inauguram novo núcleo do Parque Estadual dos Três Picos em Teresópolis

Na terça-feira (06/07), dia do aniversário de 130 anos de Teresópolis, a Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) inauguram a subsede Vale da Revolta do Parque Estadual dos Três Picos. O espaço em Teresópolis amplia a conservação ambiental da Mata Atlântica fluminense e será mais um equipamento turístico do município com potencial para gerar empregos na região.
Em uma área total de 3.811 metros quadrados, os órgãos ambientais estaduais construíram a sede administrativa, o centro de visitantes, o espaço para apoio ao lazer, a casa do pesquisador, o alojamento de guarda-parques, o camping, o estacionamento e os banheiros. Há ainda previsão de criação de um restaurante, além de trilhas para diferentes tipos de público.
“Esta inauguração tem grande importância devido ao potencial do núcleo em atrair investimentos, concessões e ações de conservação, gerando empregos, movimento e ganhos à economia local”, afirma o secretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha.
Localizado na antiga Fazenda Vale da Revolta, o projeto do novo espaço do parque conta com conceitos sustentáveis na arquitetura e construção, como aproveitamento de energia solar por meio de placas fotovoltaicas para aquecimento da água, biodigestor e captação e aproveitamento de água da chuva.
Responsável pela proteção de importante fragmento de Mata Atlântica, que sofre a pressão de uma rodovia e duas comunidades, o núcleo Vale da Revolta tem um diferencial em relação aos outros parques com sede no município. “O local abriga grande área plana que oferecerá atrativos incomuns e de mais fácil acesso do que em outros espaços da Região Serrana do Rio de Janeiro”, explica o presidente do Inea, Philipe Campello.

Sobre o parque
Com área aproximada de 65 mil hectares, o Parque Estadual dos Três Picos abrange partes dos municípios de Teresópolis, Guapimirim, Nova Friburgo, Cachoeiras de Macacu e Silva Jardim, na Região Serrana do Rio. Além do novo núcleo em Teresópolis, a unidade de conservação possui sede em Cachoeiras de Macacu, um núcleo de montanha em Nova Friburgo e um núcleo operacional em Guapimirim.

Da Agência Brasil

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: