qui. jul 29th, 2021

Polícia irá colher novos depoimentos sobre suposto estupro em boate de Cabo Frio

A Polícia Civil já ouviu testemunhas e deve colher novos depoimentos nesta quinta-feira (8) de pessoas que estiveram na boate Buda Beach, em Cabo Frio, onde uma mulher de 34 anos afirma ter sido estuprada por funcionários durante uma festa privada, no dia 8 de maio. A Delegacia de Atendimento à Mulher de Cabo Frio, que investiga o caso, analisa câmeras de segurança e já coletou o casaco da vítima para confrontar o material genético.
A boate pertence ao deputado Filippe Poubel (PSL) e ao policial militar Diogo Souza, o Capitão Diogo, candidato às últimas eleições para prefeito de Cabo Frio. Eles não são acusados do crime. Procurado pelo DIA, Diogo sustentou a versão de que não houve estupro, e que o homem apontado pela vítima não seria funcionário do estabelecimento, mas de sim de uma outra casa do qual é sócio, e estaria de folga na noite da festa.
“O amigo dela, no dia, estava gritando que a casa ia pagar muito dinheiro a ele. Ela, meia hora antes, estava bem. E depois de meia hora já estava falando comigo novamente, como se nesse período ela não se lembrasse do que aconteceu. Me causa muita estranheza uma pessoa ficar inconsciente apenas por um período. Inclusive, depois do suposto fato ela permaneceu na frente da casa por horas. Eu ofereci ao amigo dela, que se ele achasse que teria acontecido algum tipo de crime, eu os levaria imediatamente na delegacia para prestar queixa”, disse o policial. “A gente não tem nada a esconder. A gente não aceita qualquer tipo de coisa errada”, completou.

Fonte: O Dia

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: