sex. jul 30th, 2021

Secretaria de Meio Ambiente e ReBio Araras fazem orientações sobre circulação de onças pardas

As imagens de uma onça-parda em plena estrada da Saudade, na madrugada desta sexta-feira (16), chamou a atenção dos petropolitanos e preocupou ambientalistas. Isso porque, como ela estava fora de seu habitat natural, que é a mata, acidentes poderiam ter sido registrados, já que é um animal selvagem de médio porte, sem convívio com humanos.
Como forma de orientar a população sobre como agir no caso de avistamento de um animal do tipo, as equipes da ReBio Araras e da Secretaria de Meio Ambiente, prepararam uma orientação com os procedimentos que devem ser adotados. “Uma das primeiras medidas no caso avistamento é acionar o Corpo de Bombeiros, que já está sobreaviso”, explica Julia Horta, da Secretaria de Meio Ambiente.
De acordo com Erika Melo, chefe da ReBio Araras, a onça-parda é um animal de hábito solitário e noturno e, no Brasil, não existe registro de ataques a humanos. “Elas tendem a fugir. A única situação de atenção é quando está cuidando dos filhotes, o que é comum entre outros animais, inclusive nós humanos”, frisa.

Fonte: O Dia

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: