qui. out 21st, 2021

DIA DOS RODOVIÁRIOS É COMEMORADO NO PRÓXIMO DOMINGO

Data é lembrada em meio a muita luta da categoria por melhorias salariais, garantias em saúde e qualidade no transporte público

Todos os anos, dia 25 de julho, é celebrado o dia daqueles que garantem o direito de ir e vir de todos os cidadãos que dependem do transporte público. Este último ano, em especial, com desafios particulares surgidos por conta da pandemia da Covid-19, e marcado por intensa luta do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Petrópolis, para garantir a dignidade que a categoria merece.

Mesmo com a grave crise no setor, alguns avanços foram conquistados. Em março, mês da Data-base dos rodoviários, foram aprovados, depois de intensa negociação: aumento salarial de 5%; ampliação do valor da cesta básica para R$330,00 (trezentos e trinta reais) de março a setembro de 2021 e no valor de R$380,00 (trezentos e oitenta reais) de outubro a fevereiro de 2022; Horário de almoço sendo 30 minutos fracionados e regulamentados e promoção imediata de todos os Motoristas Júnior para Motorista Profissional que tenham pelo menos 18 meses e a partir da Convenção ficou estipulado o prazo de 12 meses para a promoção, entre outros benefícios.

“Por mais que os trabalhadores rodoviários, ao longo do ano, tenham sofrido com incontáveis atrasos no pagamento dos salários ou na entrega das cestas básicas, eles nunca desistiram de fazer o transporte dos cidadãos. Afinal de contas, o direito de ir e vir é constitucional, e continua a ser cumprido bravamente dia após dia, independente da realidade vivida por cada um”, destacou Edson de Oliveira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Petrópolis.

Dentre as conquistas do Sindicato em prol do rodoviário, é importante lembrar que recentemente, o Sindicato dos Rodoviários fechou uma parceria com o Laboratório Docctor Lab, que garante desconto nos exames toxicológicos obrigatórios. A renovação precisa ser feita, na maioria dos casos, a cada dois anos e seis meses, e é custeada pelo próprio colaborador. A parceria é uma forma de dar apoio aos motoristas, que precisam estar com os exames em dia para o exercício da profissão.

Junto a luta do dia a dia, outra preocupação, que faz parte do cotidiano dos rodoviários e vem sendo acompanhada de perto pela direção do Sindicato, é em relação a pandemia. Uma triste estatística, divulgada pelo estúdio de inteligência de dados, Lagom Data, com base em informações do Ministério da Economia, mostrou que os motoristas de ônibus estão entre os grupos de trabalhadores formais da chamada linha de frente, que mais morreram em janeiro e fevereiro de 2021, considerados os piores meses da crise sanitária. Houve um aumento de 62% nas mortes de motoristas, na comparação com o mesmo período de 2020, período pré-pandemia.

A análise foi feita com base no Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Novo Caged. Nele é possível encontrar, mês a mês, informações sobre os contratos formais de empregos e o motivo de encerramentos, inclusive de mortes. Apesar da causa não ser informada, a Covid-19 é apontada como a principal responsável por esse aumento no número de óbitos.

Ainda em março de 2020, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Petrópolis, solicitou a antiga gestão Bernardo Rossi, reunião com a participação da Setranspetro – Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Petrópolis, para pontuar questões relevantes para a categoria e seus trabalhadores, entre elas testagem e vacinação. Ao longo de 2021, as tratativas continuaram e, de forma extraoficial, o Sindicato dos Rodoviários se posicionou. Foi enviado um ofício à Prefeitura Municipal de Petrópolis, solicitando ao governo interino que os trabalhadores rodoviários fossem percebidos como prioritários, assim como os profissionais da saúde.

Depois de uma reunião, no dia 16 de junho, foi feito um mutirão para vacinar todos os trabalhadores rodoviários. O cadastramento para trabalhadores do transporte do município, incluindo trabalhadores de vans escolares e caminhoneiros com habilitação nas categorias C e D, segue aberto no site da Prefeitura de Petrópolis.

“Os trabalhadores rodoviários sempre estiveram expostos. As pessoas utilizam todos os dias o transporte público. Motoristas e cobradores podem ser contaminados exercendo as suas atividades. Neste próximo dia 25 de julho, a comemoração não vai ser simplesmente pelo Dia do Rodoviário e, sim, por conseguirmos chegar nesta data com saúde. Essa é, sem dúvida, uma das maiores conquistas”, ressaltou Edson de Oliveira.

Origem do Dia do Rodoviário
O Dia do Rodoviário é comemorado no Dia de São Cristóvão, santo católico considerado o padroeiro dos motoristas no Brasil, de todos os motoristas, inclusive os do transporte rodoviário.

A história desse santo remete ao século III depois de Cristo. A ligação ao mundo dos motoristas está na passagem em que São Cristóvão carregava pessoas nas costas para que pudessem atravessar um rio. Ele aceitou o desafio e, certo dia, quando levava uma criança percebeu que ela ficava cada vez mais pesada, e definiu o que sentia “como se estivesse carregando o mundo sobre seus ombros”. Quando chegou do outro lado do rio, a criança revelou ser Jesus. Passou, então, a ser chamado de Cristóvão: aquele que carrega Cristo. Por causa dessa passagem é conhecido como o protetor e padroeiro dos viajantes e motoristas.

O Decreto nº 63.461, de 21 de outubro de 1968, oficializa o dia 25 de julho como o “Dia do Motorista” no Brasil.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: