qui. out 21st, 2021

UCP intensifica ações internas e serviço à comunidade de suporte psicológico durante a pandemia

O mundo todo vive um período de grande fragilidade e instabilidade emocional em decorrência da pandemia, que vem gerando uma série de implicações psicológicas capaz de comprometer nossa saúde mental e o bem-estar psicológico. Isso sem falar na dor das famílias que perdem seus parentes para a doença e não podem passar pelo tradicional ritual de despedida, já que nesse caso os sepultamentos ocorrem sem a cerimônia fúnebre. Neste cenário, a Universidade Católica de Petrópolis (UCP) intensificou o trabalho realizado pelo curso de Psicologia com dois importantes projetos: o Núcleo de Atendimento à Saúde do Trabalhador (NAST) e o Grupo de Apoio às Famílias Enlutadas (GAFE).
“Os projetos desenvolvidos pela UCP, por meio do curso de Psicologia, são iniciativas que buscam reiterar o nosso compromisso com a promoção da saúde e a qualidade de vida da população neste momento de tantas incertezas e vulnerabilidade”, frisa a vice-diretora do Centro de Ciências da Saúde da UCP e coordenadora do curso de Psicologia, Rosilene Ribeiro.
Desenvolvidos por meio do Serviço de Psicologia Aplicada da UCP, os dois projetos já integravam as ações do curso, mas ganharam um reforço e foco com dois grupos específicos. Voltado aos colaboradores da Instituição e também aos trabalhadores da área da Saúde da rede municipal de Petrópolis, o Núcleo de Atendimento à Saúde do Trabalhador é um espaço qualificado de acolhimento, escuta psicológica e orientação psicossocial, na modalidade on-line, reconhecendo a questão da saúde mental dos trabalhadores como prioridade e um direito de todos.
Ele foi criado com a proposta de auxiliar os colaboradores nas dificuldades psicológicas identificadas neste período da pandemia da covid-19, por conta do isolamento e distanciamento social, no formato de grupo, com encontros on-line, pontuais e focados, distintos de um tratamento psicoterapêutico, porém seguindo as normas do Conselho Federal de Psicologia.

Grupo promove apoio e suporte às famílias que perderam seus parentes para a covid-19
A pandemia, por si só, tem despertado na população os mais diversos sentimentos, que se agravam ainda mais com a morte de um familiar pela covid-19. Além da perda do ente querido, a impossibilidade de passar pelos rituais fúnebres de despedida, que muitas vezes servem para confortar os sobreviventes, prolonga ainda mais o sofrimento das famílias e amigos. Entendendo a relevância e importância de oferecer espaços de acolhimento e atenção a esse público, a UCP criou o Grupo de Apoio às Famílias Enlutadas (GAFE).
Ele nasce da necessidade de atendimento à demanda emergencial provocada pela pandemia, com objetivo de amenizar o sofrimento pelo qual as famílias passam e de prestar auxílio na vivência do luto, por meio de um espaço de escuta acolhedora, para que essas famílias possam ressignificar as suas perdas e retomar uma relativa normalidade em suas rotinas cotidianas e resgatar o bem-estar psicológico.
O GAFE tem a proposta de encontros semanais em grupos, sendo um espaço para compartilhar sentimentos e vivências, que estão fazendo parte do cotidiano de todas as pessoas que se encontram enlutadas neste momento de pandemia e comoção social. Caso seja avaliada a necessidade de atendimento no formato de psicoterapia, a equipe encaminhará o participante para o devido atendimento.
Os interessados devem entrar em contato com o número (24) 2220-9600 (WhatsApp) e efetuar um cadastro junto ao Serviço de Psicologia Aplicada da UCP, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: