qui. out 21st, 2021

PC&VB orienta restaurantes, bares, hotéis e pousadas sobre a Lei Geral de Proteção de Dados

Live une profissionais de Direito e Tecnologia da Informação para orientar empresários


Como setores específicos como os de gastronomia e hotelaria devem se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), já em vigor? Para orientar empresários desses segmentos, o Petrópolis Convention e Visitors Bureau promove nesta quarta-feira (04.08), de forma virtual, encontro direcionado a seus associados com o advogado Fábio Alves e o especialista em Tecnologia da Informação, Alex Pombo. A live, às 19h, vai mostrar ao empresariado de forma prática como cumprir a nova legislação e se adequar à aceleração da transformação digital que acabou, por causa da pandemia, antecipada em pelo menos seis anos, de acordo com especialistas.
A LGPD prevê normas para a preservação de dados dos clientes e punições para uso inadequado dessas informações. Fabio Alves e Alex Pombo vão mostrar os principais pontos da legislação e como profissionais precisam se adequar na prática.
“A meta do Petrópolis Convention é dar suporte aos associados não apenas em relação a sua atividade fim que é o turismo, com eventos e calendários de oportunidades para receber visitantes. Também temos o objetivo de apoiar as empresas em temas novos como esse que requer conhecimento e adaptação. Nossa principal função é fazer com que o associado tenha informação e segurança para tomada de decisão”, afirma Fabiano Barros, presidente do PC&VB.
O programa de segurança da informação deve ser elaborado “sob medida” para cada tipo de empresa. “Não existe uma fórmula única para uma pousada, por exemplo, e um restaurante. É necessária a construção específica. Profissionais especializados serão o canal entre as empresas e a ANPD (Agência Nacional de Proteção de Dados Pessoais), de responsabilidade do governo federal, que irá fiscalizar o cumprimento da lei”, pontua Fábio Alves.
Na live, o advogado e o especialista em TI vão demonstrar como as empresas devem se adaptar com apoio de profissionais que dominam as áreas e como a aplicação da LGPD deve ser incorporada à rotina de todas as empresas de forma descomplicada.
Estima-se que a pandemia tenha acelerado em seis anos a transformação digital – portanto, uma quantidade crescente de dados estará disponível no ambiente virtual e precisa ser devidamente protegida.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: