ter. set 28th, 2021

Usina de asfalto frio é reativada

A produção própria vai ajudar a agilizar as ações de pavimentação viária e reparos com ações tapa-buraco, além de gerar economia.


Após anos desativada, a usina de asfalto frio de Petrópolis voltou a funcionar. O prefeito interino anunciou a reativação da estrutura nesta terça-feira (4), quando esteve no local para acompanhar o início do serviço. A usina, na Rua Quissamã, produz o asfalto Pré-Misturado a Frio – PMF, o que vai permitir que a cidade produza o próprio asfalto, além de garantir mais agilidade no atendimento à população e economia aos cofres públicos.
“Recebemos todos os dias demandas de recuperação viária por toda a cidade. Por isso, desde o início do ano estamos trabalhando intensamente para garantir a melhoria das nossas ruas. Conseguimos finalmente trazer a verba do Finisa para asfaltar 59 ruas, mais de 42 quilômetros por toda a cidade. Já asfaltamos a (rua) João Xavier, Luiz Winter, e agora seguimos com a Dr. Paulo Hervê (no Bingen). Também estamos asfaltando a estrada do Calembe, em Nogueira, e a rua Joaquim Agante Moço, por trás do Parque Municipal”, ressaltou o prefeito Hingo Hammes, que acredita que, com a usina reativada, a Prefeitura dará um retorno mais rápido à população. “Vai permitir atender mais ruas, com mais velocidade”.
Essa também é a expectativa do subsecretário de Obras, Ericson Lobato, que acompanhou na manhã de hoje a retomada do serviço. “Antes, estávamos executando o trabalho com o CBUQ (concreto betuminoso usinado a quente). Esse material era adquirido junto à uma empresa que presta serviço ao município. Em dias de chuva, esse material não era usinado, porque isso dificulta a produção. Com a nossa produção de asfalto frio, a gente consegue manter a produção e fazer a aplicação assim que a chuva cessar. Isso vai dar mais agilidade para as ações de asfaltamento de vias e operações tapa-buracos”, avalia.
A reativação do serviço foi uma indicação do vereador Marcelo Chitão e contou com apoio do governo do Estado do Rio de Janeiro. “É uma ferramenta muito importante para o desenvolvimento da nossa cidade. A usina vai ajudar a cidade a melhorar a pavimentação, o que, por consequência, vai melhorar os deslocamentos na cidade, tornar mais seguro e evitar prejuízos. Há muitos anos essa usina de asfalto frio estava parada e o prefeito tomou essa decisão necessária de reativar o serviço. É uma luta do nosso gabinete e tenho certeza que vai ser muito bom para a cidade”, disse o vereador.
Além de mais rápido, o atendimento às demandas do município vai reduzir os gastos públicos. “Sem a produção do PMF, vínhamos usando o CBUQ até mesmo nas ações de tapa-buracos. A secretaria de Obras vai continuar tendo um contrato para fornecimento de CBUQ, mas agora essa demanda será menor, reduzir os custos ao município”, destaca o secretário de Obras Maurício Veiga.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: