sex. maio 20th, 2022

Operação contra milícia realiza busca e apreensão no município de Cabo Frio

Uma operação foi realizada nesta terça-feira (24), para cumprimento de 21 mandados de busca e apreensão contra o braço político da milícia do município de Nova Iguaçu. A operação aconteceu através da Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol), por meio da Delegacia de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro (DCC-LD).
Foram expedidos os mandados pela 1ª Vara Criminal Especializada em Organizações Criminosas. Entre os alvos estão as sedes da Infraestrutura da cidade, das secretarias de Economia, Planejamento e Finanças, o gabinete de um vereador do município e condomínios de luxo na Barra da Tijuca, e também em Cabo Frio. Os envolvidos são investigados por crimes contra licitação, peculato e organização criminosa.
Os policiais descobriram indícios de fraudes em licitações na cidade de Nova Iguaçu e desvio de recursos públicos para áreas denominadas pela milícia. Os contratos investigados superam u valor de R$ 17 milhões. Também foi possível verificar inúmeras irregularidades nas publicações de licitações e contratos de obras públicas.
De acordo com as investigações, as pessoas ligadas a um vereador do município faziam a intermediação de uma empresa de concreto com líderes comunitários de regiões denominadas por milícias para calçamento irregular desses lugares em troca de apoio político.
Entre os fatos que chamaram a atenção estão a recomendação do Tribunal de Contas para modalidades eletrônicas, licitatórias presenciais; liquidação e pagamento das empresas suspeitas fora de cronograma financeiro do processo licitatório, com violação das leis de transparência.

Fonte: Folha de Búzios

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: