sáb. set 18th, 2021

Elaboração do novo Plano Diretor de Turismo de Petrópolis terá a participação da sociedade civil

Petrópolis terá um novo Plano Diretor de Turismo. Em assembléia extraordinária realizada este mês, o Conselho Municipal de Turismo (Comtur) aprovou por unanimidade a utilização de recursos do Fundo Municipal de Turismo (Fumtur) para a contratação de instituição especializada para a elaboração do novo documento, que terá vigência de 2023 a 2030, e norteará a política municipal de turismo nos próximos anos.

O Plano Diretor de Turismo do município havia vencido em 2019. Em junho passado, após aprovação no Comtur, a Prefeitura encaminhou à Câmara um projeto de lei que propunha, em síntese, a prorrogação do documento até dezembro de 2022. A proposta foi aprovada por unanimidade e a Lei Municipal 8.147, de 2 de julho de 2021, foi rapidamente sancionada.

Com isso, a cidade – que figura na Categoria A do Turismo Nacional, de acordo com a avaliação do Ministério do Turismo -, se manteve apta para receber projetos custeados pelo governo federal para o incremento do setor. Além disso, ganhou tempo para discutir no âmbito do Conselho Municipal quais serão as prioridades do futuro plano que será elaborado.

“Foi uma vitória construída através da união de todos os interessados em ver a cidade crescer no setor do turismo. A nova lei nos deu fôlego e motivação para continuar o trabalho, dando sequência em algumas ideias trazidas pelo plano anterior, mas, principalmente, para trabalhar em conjunto na elaboração de estratégias e ações do Plano Municipal que passará a vigorar em janeiro de 2023”, acredita o prefeito Hingo Hammes.

O secretário de Turismo, Samir El Ghaoui, também comemora o avanço obtido com a proposta de prorrogação aprovada e está otimista com o futuro plano. “Essa parceria entre poder público e sociedade civil na elaboração do futuro plano vai trazer um documento melhor elaborado e que consiga promover o desenvolvimento sustentável do turismo em Petrópolis, mantendo o município como um dos principais destinos turísticos do país, gerando trabalho e renda, ajudando a nossa economia e toda a cadeia produtiva do setor”, explica.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Fred Procópio, frisou o senso de responsabilidade do prefeito Hingo Hammes ao encaminhar a prorrogação do Plano Diretor para o Legislativo, por tratar-se de matéria estrutural para o desenvolvimento da cidade. “O turismo é fundamental para a retomada enconômica da cidade e também para aumentar a auto-estima do petropolitano. Tão logo recebemos a matéria fizemos questão de pautar a votação e o texto foi aprovado em tempo recorde”, frisou.

O turismo representa mais de R$ 660 milhões do PIB anual do município. No setor, são oferecidos cerca de 30 mil empregos no comércio, hotéis, pousadas, restaurantes e setores afins. Em grandes festas, como o Natal Imperial e a Bauernfest, chegam a ser injetados R$ 220 milhões na economia da cidade. No total, a cidade costuma receber 1,6 milhões de visitantes por ano, conforme dados oficiais da Prefeitura, divulgados em 2018 quando a cidade passou integrar a categoria A do turismo nacional. O novo Plano Municipal vai impulsionar a cidade na retomada desse status de liderança.

Para a presidente do Comtur, Luciana Viveiros, a expectiva com relação ao novo plano é muito boa. “A importância do novo plano para o turismo da cidade foi levada à discussão no âmbito do Comtur e este deliberou pela contratação de uma consutoria especializada para a sua elaboração. Vamos criar um documento participativo, com sugestões de todos os segmentos envolvidos e interessados no desenvolvimento do turismo na cidade. Será um documento balizador para o trabalho da própria Secretaria nos próximos anos”, destacou.

O futuro Plano Diretor de Turismo já tem algumas etapas traçadas. Entre elas, a de promover um inventário da oferta turística da cidade, com o levantamento completo de todos os atrativos, meios de hospedagem, restaurantes, equipamentos e serviços turísticos, que possam servir como instrumento base de informações para fins de planejamento, gestão e promoção da atividade turística. Outra etapa já prevista trata da realização de pesquisa da demanda turística efetiva do município, através de entrevistas feitas junto ao visitante, identificando o perfil do mesmo, para nortear novos investimentos.

“Petrópolis possui potencialidades para explorar inúmeros segmentos relacionados à atividade turística, como o turismo de natureza, religioso, ecorrural, de experiência, de eventos coorporativos, sociais e religiosos, que podem gerar grandes oportunidades de trabalho e negócios para o setor”, avalia a diretora de Turismo e Eventos da Turispetro, Evany Noel.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: