sáb. set 18th, 2021

Redes sociais fazem explodir a venda de pop-it, o brinquedo para desestressar

Tudo começou com a pequena Giovana, de 10 anos. Aficionada pelo TikTok, ela passou a assistir na rede social vídeos de gente se divertindo com um brinquedo colorido de silicone com bolhas, que poderiam ser pressionadas de ambos os lados e faziam um suave “ploc”.
Foi o suficiente para ela insistir que o pai, o empresário Roffman Ribeiro, encontrasse o produto.
“Moramos na Barra da Tijuca e percorri uma parte da zona oeste do Rio atrás do pop-it”, diz Ribeiro, referindo-se ao “fidget toy” -ou brinquedo antiestresse- da vez.
A procura aconteceu em maio, sem sucesso. Como trabalha com marketing digital e tem contato com alguns importadores, Ribeiro conseguiu encomendar o produto e montar uma pequena loja dentro do site da sua agência, a Inconnect Marketing.
“Não tinha grandes expectativas, só montei a loja no fim de maio e pedi para ela avisar os amigos, pensando nos pais que também não iriam encontrar os pop-its. Mas viralizou”, diz ele.
Em três meses, Ribeiro faturou R$ 150 mil com os pop-its -isso é pelo menos dez vezes a renda mensal que ele tinha com a agência, cujo trabalho precisou interromper. Agora 100% da sua atenção está voltada para o site Fidgettoys.com.br, domínio que ele registrou.
“Foi uma sacada que eu tive no curso do [coach] Wendell Carvalho: precisava reservar a marca logo para ser dono dela”, diz.
A febre dos pop-its se alastrou pelo país nos últimos três meses com as redes sociais, especialmente o TikTok e o YouTube. Já no Instagram, onde Ribeiro também montou uma loja, acontecem as vendas. O brinquedo foi tema no mês passado do aniversário de 12 anos de Rafinha Justus, filha do publicitário Roberto Justus e da apresentadora Ticiane Pinheiro.
Segundo a Mosaico, que reúne os sites de comparação de preços Buscapé, Zoom e Bondfaro, em agosto, houve um aumento de 535% nas buscas por estes brinquedos de amassar, em relação a julho. Já a quantidade de alertas criados -avisos quando o produto atingir determinado preço- disparou 1.600% na comparação mensal. No período, os três sites somaram 138,1 milhões de visitantes únicos.
A maioria dos pop-its é importada. No Brasil, a Luka Plásticos se apresenta como a única fabricante de pop-its certificada no país pelo Inmetro. Especializada em injeção plástica, com a fabricação de produtos promocionais e de peças para a indústria automobilística, a empresa encontrou nos pop-its uma nova veia de vendas.
“Nós começamos a produção há cerca de 50 dias e já vendemos mais de 200 mil unidades para atacadistas”, afirma Gonzaga Pontes, diretor da Luka Plásticos. Pontes conta que um conhecido que vende na Feirinha da Madrugada, no Brás, região central de São Paulo, o apresentou ao produto e disse que a novidade estava fazendo sucesso.
“Decidi apostar”, diz Pontes, que hoje já tem 50% do seu faturamento proveniente das bolhas de silicone. Seus principais clientes são atacadistas de todo o país, que revendem os produtos na internet.

Fonte: Folhapress

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: