dom. jul 3rd, 2022

Procon preciou acionar a PM para fiscalizar agência bancária no Centro

O coordenador do Procon Petrópolis, Jorge Badia, precisou pedir o auxílio da Polícia Militar para conseguir entrar em uma agência do Banco Itaú, na tarde desta quarta-feira (08), no centro. Ele estava no local para verificar denúncias de clientes que estariam há mais de três horas aguardando atendimento na instituição financeira. Somente após a chegada dos policiais, o acesso foi permitido e a irregularidade confirmada. A agência foi multada em R$29 mil reais.
Clientes que estavam nas filas confirmaram as queixas.
A vereadora Gilda Beatriz acompanhou a fiscalização. “É um fato grave e que não pode se repetir. Impedir a entrada do Procon assim como de uma vereadora, pode ser considerado crime de desobediência”, explica Jorge Badia, que estava descumprindo os artigos 1° e 2° da Lei Municipal 5763/2001, e artigos 1° e 2° da Lei Estadual 4223/2003, que fala sobre o tempo de espera na fila.
“O Itaú foi autuado por não disponibilizar senha aos consumidores no exterior da agência. Tinha clientes aguardando do lado de fora há mais de três horas. Embora seja um dia de grande movimento, a espera pelo atendimento superou em muito os 30 minutos previstos, tanto na legislação municipal, como na legislação estadual”, explicou Jorge Badia.
O coordenador do Procon lembra que o cliente tem o direito de receber o comprovante de ingresso na fila, ainda que seja do lado de fora da agência. “Até porque, o atendimento é considerado iniciado no momento em que ele chega na porta da agência, ingressando no seu interior ou não”, finalizou. O Itaú tem até 10 dias para apresentar sua defesa ao Procon.
O Procon Petrópolis funciona de segunda a sexta-feira, de 11h às 17h, na Rua Moreira da Fonseca, 33. Informações pelos telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: