seg. out 18th, 2021

AgeRio e Fecomércio RJ firmam convênio para implementação do Programa de Microcrédito

Parceria tem como um dos objetivos ampliar o acesso à linha de financiamento


Em mais uma ação para promover o acesso à linha de microcrédito da Agência de Fomento do Estado do Rio (AgeRio) para empreendedores fluminenses, a Agência e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio RJ) celebraram convênio para implementação do Programa de Microcrédito por meio de sindicatos filiados à federação. O documento foi assinado na última quinta-feira, 23/09, no Palácio Guanabara.
A cerimônia contou com as participações do presidente da AgeRio, André Vila Verde, do presidente da Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior, do secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais do Estado do Rio de Janeiro, Vinicius Farah e do presidente do Conselho de Administração da AgeRio, Vinicius Sarciá.
Segundo o presidente da Agência, André Vila Verde, o convênio será fundamental para apoiar os empreendedores dos setores de Comércio, Bens e Serviços e Turismo do Estado por meio de sindicatos filiados à Federação. “Estamos falando de uma instituição formada por 59 sindicatos e de um setor que possui mais de 314 mil estabelecimentos que representam 68% dos estabelecimentos no estado. Portanto, é imprescindível que haja amplo conhecimento da possibilidade do uso desses recursos para manter e ampliar os negócios”, ressaltou.
De acordo com o presidente da Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior, essa iniciativa irá beneficiar muito o setor, que foi tão duramente atingido na pandemia. “O acesso ao microcrédito vai proporcionar aos empresários maior estabilidade para tocar os seus negócios e mais força para acompanhar a retomada econômica. Estamos felizes em proporcionar mais esse apoio financeiro aos comerciantes, através da parceria com a AgeRio”, afirmou.
O Programa de Microcrédito da AgeRio é destinado aos microempreendedores formais ou informais com faturamento anual de até R$ 360 mil e que tenham as atividades econômicas localizadas no Estado do Rio de Janeiro. O valor máximo do financiamento é de R$21 mil. Entre os itens financiáveis estão máquinas e equipamentos; obras e reformas; capital de giro, estoque, entre outros.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: