sáb. jan 22nd, 2022

DIA MUNDIAL DO CORAÇÃO TAMBÉM ALERTA PARA PROBLEMAS

O dia 29 de setembro é lembrado como Dia Mundial do Coração. Data importante para conscientizar sobre as patologias deste órgão vital não somente em humanos. Muitas pessoas não sabem, mas os animais também podem apresentar vários tipos de problemas cardíacos. O tutor deve ficar atento, principalmente, a partir dos oito anos, quando o pet alcança a terceira idade. Os sintomas podem se apresentar como falta de ar, intolerância a exercícios, tosse, desmaios, cansaço fácil, perda de apetite e até morte súbita.
Cães de raça de pequeno porte apresentam predisposição genética para cardiopatias mais graves, como dachshund, lhasa, shihtzu, maltês, cavalier charles spaniel, poodle, entre outros, mas o problema também pode se apresentar em animais sem raça definida. Em gatos, raças como ragdoll e maine coon também tem importante fator genético. O animal ser diagnosticado corretamente por meio de exames cardíacos é fundamental para o tratamento e acompanhamento correto. Ao primeiro sinal, procure um médico veterinário!
De acordo com o cardiologista veterinário Flávio Guilherme Lima, que atende na Clínica Amigo Bicho, em cães, as doenças cardíacas de maior prevalência são as doenças degenerativas das valvas, especialmente da valva mitral, afetando principalmente os cães de pequeno porte.
“Nos últimos anos, com novos recursos diagnósticos, os tumores cardíacos se tornaram a segunda doença cardíaca mais diagnosticada. Cardiomiopatia dilatada, arritmias, doenças congênitas e hipertensão arterial pulmonar também são diagnosticadas, mas em menor frequência. Em gatos a incidência de doenças cardíacas é menor, sendo a cardiomiopatia hipertrófica a mais diagnosticada. Nos felinos, também há cardiopatias por falta de aminoacidos (taurina). Por isso, o animal deve ter uma alimentação equilibrada”, explica.
Doenças cardíacas também podem gerar hipertensão. A pressão alta pode ser tanto a causa, quanto a consequência da patologia. Assim como em humanos, a hipertensão é uma alteração silenciosa, cujos indícios só aparecem quando já está em fase avançada, com lesão em órgãos importantes. Por isso, é necessário buscar atendimento veterinário com regularidade para realizar a mensuração da pressão arterial durante a consulta de rotina.

ED 531-CLIQUE AQUI

%d blogueiros gostam disto: